Corinthians precisou de 27 anos para tornar-se o maior campeão brasileiro

1954Antes de o Timão conquistar o Campeonato Brasileiro pela primeira vez, em 1990, a mídia anticorinthiana teve pouca dificuldade para reconstruir a seu modo peculiar – e antipopular – a imagem do Sport Club Corinthians Paulista como um clube regional, com torcida e conquistas confinadas ao Estado de São Paulo. Era uma meia-verdade. Continue reading

Conquista da Copinha é bom presságio para o Timão

copinha2017A conquista da Copa São Paulo de Juniores tem sido um bom presságio para o Corinthians. Pelo menos é o que mostra a história. Em seis dos nove anos em que o Timãozinho levantou a Copinha antes de 2017, o elenco profissional presenteou a Fiel com grandes conquistas. Continue reading

Oswaldo de Oliveira é demitido

oswaldinhoOswaldo de Oliveira não é mais técnico do Corinthians. A terceira passagem de Oswaldinho como treinador efetivo do Timão durou apenas nove jogos e terminou com duas irrisórias vitórias, quatro empates e três derrotas. Ainda que se possa dizer que uma das vitórias, sobre o Inter, tenha se originado de um pênalti inexistente, é necessário ponderar que em três dos quatro empates citados (Atlético-MG, Flamengo e Figueirense), o Corinthians foi clamorosamente prejudicado pela arbitragem.

De qualquer modo, ainda que os números oficiais de Oswaldinho em sua última passagem pelo Timão sejam dignos de riso, minha opinião é a mesma da demissão de Cristóvão Borges: é injusto jogar sobre o técnico a responsabilidade pelo desempenho pífio de um clube quando a diretoria não proporciona nenhuma condição de desenvolvimento de trabalho. Continue reading

2016, um ano para se aprender com os erros

andradeO Corinthians iniciou 2016 cercado de elevadas expectativas. Afinal, o Timão terminou 2015 campeão brasileiro jogando um bolão e protagonizando uma campanha repleta de recordes. Na virada do ano, a conversa era de favoritismo e briga pelo título no Paulista, na Libertadores e no Campeonato Brasileiro. Mas ninguém contava com a incompetência de uma diretoria que, alegando a necessidade de economizar, dispensou mais de 20 jogadores em um intervalo de apenas oito meses, incluindo praticamente todo o time titular de 2015.

Economia burra – No afã de reduzir gastos, o presidente Roberto de Andrade fez uma economia burra daquelas, boa somente para virar exemplo de algum manual sobre o que não se deve fazer à frente de um clube como o Corinthians. Quem teve proposta saiu, inclusive o símbolo Ralf, em meio a multas irrisórias. Nunca se viu um desmanche voluntário dessa proporção em um time de primeiro escalão do futebol. Continue reading

O Corinthians e a Fiel são culpados até que se prove o contrário, julga o STJD

cropped-thumb_youtube.jpgO Sport Club Corinthians Paulista e seus torcedores são culpados até que se prove o contrário. Este é o teor da decisão em caráter liminar tomada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) na segunda-feira (24/10) depois de uma análise das imagens de um confronto ocorrido no domingo que envolveu corinthianos, flamenguistas e policiais militares do Rio de Janeiro no Maracanã.

Além da indesculpável violência, o episódio gerou uma cena chocante – ou que assim seria considerada se vivêssemos numa sociedade mentalmente saudável – na qual centenas de torcedores sem camisa foram juntados como animais e passados em revista pela PM nas arquibancadas do Maracanã, em um simulacro de revista penitenciária ou de campo de concentração. Continue reading

O fascismo da PM no Maracanã

pmNo domingo escaparam à minha atenção os abusos da Polícia Militar do Rio de Janeiro contra a torcida do Corinthians no Maracanã. Fiquei sabendo do ocorrido apenas pela manhã, ao ligar o celular e acompanhar as mensagens de companheiros do Coletivo Democracia Corinthiana (CDC), alguns dos quais estiveram foram ao Rio para assistir ao empate por 2 x 2 com o Flamengo.

A versão da mídia vai ser a versão da PM do Rio. Não há motivo para esperar outra coisa. Felizmente hoje temos em nossas mãos ferramentas que permitem furar o bloqueio desinformativo da grande mídia e expor a mentalidade fascista das forças policiais.

Ao ver uma imagem do Esporte Interativo mostrando os torcedores sem camisa na arquibancada sendo passados em revista pela PM, as primeiras percepções que me ocorreram foram lembranças de cenas de rebeliões debeladas no Carandiru ou de campos de concentração. Continue reading

Agora até Itaquera é do Lula, jura a Falha

falhamancheteÉ de rachar de rir – ou talvez chorar de desgosto para quem ainda tem algum apego pelo bom jornalismo – a surreal manchete da Folha de S. Paulo alegando que a Arena Corinthians teria sido um “presente” da Odebrecht a Lula. Na falta de alguma bobagem mais consistente, mais cedo ou mais tarde os feitores dessa mídia cínica, esquizofrênica e inescrupulosa que temos no Brasil chegariam a Itaquera. Mas não iriam de metrô. Transporte público? Nem pensar.

Provas documentais? É pedir demais. Não esperemos tamanha dignidade de nossa mídia plutocrática, antipopular e anticorinthiana. Alguém fala uma bobagem, a bobagem vai para o ventilador e faz-se o estrago. Se for bobagem contra o Lula, o PT, a esquerda, preto, puta e corinthiano, publique-se. Na manchete! Em tom bombástico e letras garrafais, de preferência, mesmo que o teor da reporcagem obrigue o leitor a fazer muita ginástica mental para achar algum resquício de notícia na não-notícia. A “concorrência” não vai pensar duas vezes em repassar a mensagem com o alarde peculiar do denuncismo barato. Continue reading

E o Tapetense quer aprontar de novo…

tapetenseQue o Fluminense é um clube para o qual o tapetão é um meio de sobrevivência é de conhecimento quase universal. Mas essa história de reivindicar validação de gol irregular me obriga a algo que não é muito do meu feitio (a saber, escrever sobre outros clubes que não sejam o Corinthians sem que haja a justificativa do confronto direto), pois vem extrapolando todos os limites, até mesmo os do próprio Tapetense, como prefiro me referir ao tricolor carioca.

Continue reading

Corinthians precisa usar Itaquera para encerrar 2016 com dignidade

itaqueraO Corinthians terá de fazer valer todo o peso de Itaquera se quiser encerrar com um pouco de dignidade este sofrido ano de 2016, marcado pelo injustificado desmanche promovido por Roberto de Andrade.

Desde que passou a jogar na nova casa, em 2014, o Timão passou a registrar recordes de desempenho e invencibilidade como mandante nunca antes vistos na história do clube.  Continue reading

Injustiça com Cristóvão

cristovao-borgesEm tempos nos quais a injustiça e a insensatez parecem ser a regra, a demissão de Cristóvão Borges soma-se à lista de bizarrices perpetradas pela diretoria do Corinthians nos últimos meses. O técnico acabou demitido depois da derrota para o Palmeiras no sábado.

Os resultados obtidos pelo Corinthians com Cristóvão à frente do time realmente foram insatisfatórios, e isso faz parte do esporte, mas se alguém não tinha culpa nessa situação era o treinador.

Em meio a contratos mal feitos, com cláusulas rescisórias ridículas ou simplesmente inexistentes, a diretoria corinthiana permitiu, depois da conquista do hexacampeonato brasileiro, a maior desconstrução de elenco jamais vista em um time do porte do Corinthians na história do futebol. Continue reading

Eram só 40, 50, ops, 100 mil

WhatsApp Image 2016-09-04 at 23.47.01O presidente golpisto Michel Temer buscou, na China, se gabar de um apoio popular do qual não dispõe. Disse que eram umas “40, 50 ou 100” pessoas descontentes protestando contra o golpe. Pois o golpisto – obrigado, José Simão! – se esqueceu de multiplicar por mil as cifras citadas. Cem mil pessoas nas ruas apenas em São Paulo é o que foi divulgado pela mídia golpista a respeito dos protestos realizados ontem em diversas cidades brasileiras.

Numa imagem de domingo que tem circulado bastante pelas redes, os companheiros do Coletivo Democracia Corinthiana aparecem lado a lado com os Porcomunas e mostram que, se no campo de futebol seremos sempre adversários, na vida, na política e na sociedade identificamos nos autores do golpe um inimigo comum. Continue reading