Jogo 5.857: A crônica de uma tragédia anunciada

flamengo 4 x 1 corinthians

O Corinthians do envergonhado Fábio Carille vinha ladeira abaixo, mas ainda faltava uma goleada para chamar de sua, daquelas pra dormir de cabeça inchada. E ela veio na tarde deste domingo, diante do Flamengo, no Maracanã, levando o Corinthians a deploráveis oito jogos sem vitória.

Para surpresa geral, o Corinthians começou melhor e até criou algumas chances de abrir o placar. O Flamengo detinha a posse de bola, mas não conseguia furar a marcação nem chutar em gol.

Nenhuma bola tinha ido na direção de Cássio até o fim do primeiro tempo, quando a arbitragem solucionou o problema arrumando um pênalti para o rubro-begro.

Bruno Henrique bateu, Cássio defendeu sua 18ª penalidade em sete anos de Corinthians, mas o atacante flamenguista redimiu-se no rebote e marcou aos 45.

Poderia ter acabado assim o primeiro tempo, mas a maionese carilliana ainda tinha muito o que desandar.

Logo depois da saída de bola, em um belo lance de Gerson, o volante lançou para Bruno Henrique tocar na saída de Cássio aos 46.

A maionese desandou de vez no início da etapa complementar, quando o Corinthians conseguiu sofrer um gol com apenas 23 segundos de bola rolando.

É provável que Bruno Henrique tenha se tornado o jogador a marcar três gols no Corinthians no mais curto intervalo de tempo.

Perdido por um, perdido por mil, o Corinthians esboçou reação e descontou com Mateus Vital, de cabeça, aos 6 minutos do tempo final.

Se caiu na área do Corinthians é pênalti, o voleibol estava liberado na área do Flamengo. Aos 13, a apitagem preferiu ignorar pênalti para o Timão e, por via das dúvidas, evitar qualquer possibilidade de reação.

Aos 21, Vitinho marcou o quarto gol flamenguista e fechou a conta.

Independentemente das circunstâncias, goleada dificilmente acontece por acaso. Juntemos a insinuância do flamenguista e a atual inoperância corinthiana e talvez cheguemos perto de uma resposta.

O Corinthians não sofria uma derrota dessa magnitude desde novembro de 2016. Num Corinthians x Flamengo, esse placar não acontecia a favor do time carioca havia 19 anos.

Logo depois da derrota, o promissor Fábio Carille caiu. Não por hoje. Mas pelo conjunto da obra em sua última passagem pelo clube.


 | Artilheiro do jogo: Mateus Vital |
| Contra o Flamengo |
O Corinthians em 2019 |
| No Maracanã |
Pelo Campeonato Brasileiro |
Sob o comando de Fábio Carille |
O Corinthians na história |


One thought on “Jogo 5.857: A crônica de uma tragédia anunciada

  1. Agora o Brasil inteiro sabe que o Corinrhians tem um time de merda, uma diretoria de merda e um técnico de merda. O time é um amontoado de pernas dw pau, com meia dúzia de ezxexões e olha lá. A diretoria é covarde, incompetente e irrresponsável porque conttarou mal, fugiu da responsabilidade e demiriu o bosta do Carille tarde demais. E o Carille teve 10 meses pra arrumar o time e mostrou-se um incapaz. Hoje, o que resta de dignidade no Corinthians sáo a Fiel Torcida e os funcionários do clube que trabalham honestamente. O resto é lixo, com poucas exceções.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *