Jogo 5.760: Colo-Colo vence Corinthians em noite varzeana típica de Libertadores

colocolo 1 x 0 corinthians

Foi uma noite varzeana típica de Libertadores. Arbitragem caseira e futebol de quinta categoria deram a tônica da vitória do Colo-Colo sobre o Corinthians pela contagem mínima na noite desta quarta-feira em Santiago.

Em uma daquelas noite em que era melhor nem ter entrado em campo, o Corinthians mal conseguia segurar a bola. E mesmo sem quase atacar o adversário, conseguiu sofrer o gol num contra-ataque.

O Colo-Colo também só jogou até abrir o placar. No meio de tudo isso, muita correria e porrada. Na hora do cartão vermelho, porém, o árbitro Vilmar Roldán optou por expulsar Gabriel por dividida no meio de campo apenas alguns minutos depois de olhar para o outro lado quando Paredes deu um pisão proposital em Romero caído. É o “espírito” da Libertadores. Várzea total.

De positivo, Cássio fechou o gol o quanto pôde e o Colo-Colo perdeu a chance de liquidar a fatura das oitavas-de-final da Libertadores de 2018 em casa mesmo atuando quase um tempo inteiro com um jogador a mais em campo. A ver se até o jogo de volta o Corinthians redescobre o que é jogar futebol.


| Contra o Colo-Colo |
O Corinthians em 2018 |
| Pela Libertadores |
| No Monumental de Santiago |
Sob o comando de Osmar Loss |
O Corinthians em 107 anos de história |


2 thoughts on “Jogo 5.760: Colo-Colo vence Corinthians em noite varzeana típica de Libertadores

  1. Jogo péssimo em que só o Cassio se salvou. Loss armou o time com três atacantes e o que o time menos fez foi atacar. O meio de campo era uma peneira mas o técnico só alterou os jogadores depois da expulsão do Gabriel. A defesa passou o tempo todo dando chutão pra frente e foi o que pode fazer porque os adversários chegavam à área sem combate. Os jogadores do Corinthians não conseguiam acertar passes nem segurar a bola. Um verdadeiro show de horrores. Não fosse o Cassio e a ruindade dos chilenos, era pra ter sido uma goleada de dar vexame. Aliás, o Timão tem alguma chance de se classificar porque o adversário é um amontoado de pernas de pau. Pernas; no entanto, que deram porrada o jogo inteiro e o juiz fazendo aquela cara de não foi nada, como muitas vezes acontece nesse torneio de várzea que é a Libertadores, com todo o respeito à várzea que tem mais dignidade. Outro diferencial é que os chilenos eram jogadores experientes enquanto o Corinthians tem um time jovem com um técnico que ainda não inspira confiança. Tá difícil. .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *