Jogo 5.872: Timão almoça o Santos; árbitro evita goleada

2 x 0

O Corinthians almoçou o Santos por 2 x 0 neste domingo em Itaquera e só não goleou graças à apitagem tendenciosa e canalha de Luiz Flávio de Oliveira, irmão de outro árbitro anticorinthiano notório, Paulo César de Oliveira.

Diante de mais de 40 mil corinthianos, o Timão partiu para cima do Santos logo nos momentos iniciais e abriu o placar a um minuto e meio de bola rolando. Cantillo lançou Fágner na direita. O lateral cortou o defensor adversário e cruzou para Everaldo dominar e marcar seu primeiro gol em 2020.

O Corinthians seguiu dominando a partida e só não ampliou o placar no primeiro tempo por falta de pontaria.

E enquanto o Corinthians não ampliava, Luiz Flávio amarelava corinthianos ao mesmo tempo em que tolerava a violência santista. Numa dessas, amarelou Janderson por falta no meio de campo.

Até aí, sem novidades.

Eis que no início do segundo tempo, mais uma vez martelando desde o princípio, Boselli acertou lançamento magistral para Janderson, que ganhou na velocidade, dominou e tocou na saída do goleiro adversário para ampliar.

Temendo uma goleada corinthiana sobre o Santos, Luiz Flávio de Oliveira expulsou Janderson por comemorar o gol com a torcida. Repito: enquanto tolerava as entradas duras dos santistas, honrando a herança canalha de seu irmão anticorinthiano.

É a regra? Uma regra esdrúxula, que pode e deve ser esculhambada e que é aplicada de acordo com a conveniência do apitador quando envolve o Corinthians.

Quer mais um exemplo de apito inimigo? Se no meio da semana o goleiro pontepretano pôde fazer impunemente toda a cera do mundo na tentativa bem sucedida de evitar o empate corinthiano, Cássio hoje foi amarelado por retardar a reposição de bola enquanto dava bronca justificada nos laterais corinthianos.

Mesmo com um jogador a menos desde o segundo minuto da etapa complementar, o Corinthians seguiu controlando as ações, impedindo que o Santos levasse perigo a Cássio e criando inclusive oportunidades para ampliar. E assim o Timão saiu de campo sem ser vazado pela primeira vez em 2020.

Em tempo, Cantillo joga muito!


Artilheiros do jogo: Everaldo e Janderson |
| Contra o Santos |
O Corinthians em 2020 |
| Em Itaquera |
Sob o comando de Tiago Nunes |
| Na história do Campeonato Paulista |
O Corinthians na história |


One thought on “Jogo 5.872: Timão almoça o Santos; árbitro evita goleada

  1. O Corinthians mandou no jogo, sem dar chances ao adversário. No primeiro tempo, o time praiano não viu a cor da bola. Timão marcou sob pressão ainda no campo adversário e botou pilha no jogo sem descanso. Fez um gol mas poderia ter feito três. No início da segunda etapa, veio o gol que abriria caminho pra uma histórica goleada. Aí o juizinho quis aparecer. Expulsou Janderson, que fazia uma belíssima partida, se deslocando o tempo todo pra receber a bola no espaço vazio e fazer tabelas certeiras com Fagner que, segundo várias pessoas que estavam em Itaquera, foi o melhor em campo. Com dois a zero no placar e com um a menos, Tiago Nunes optou por jogar na defensiva e tentar o contra-ataque. O adversário teve mais posse de bola, mas não ameaçou a meta do Cássio. E foi o Corinthians que quase fez o terceiro. Acredito que Tiago usou o segundo tempo pra treinar e testar um esquema de jogo diferente do utilizado no primeiro tempo. Deu certo. A Fiel mais uma vez fez a sua festa, cantou olé no segundo tempo e teve um domingão feliz. Vale destacar que Cantillo deu uma nova cara ao time, Boselli tornou-se uma referência importante no ataque e Luan, com sua categoria, deu mais estabilidade ao meio de campo ofensivo. Deu gosto de ver o Corinthians jogar. Eu estava meio ressabiado com o desempenho do time nas duas partidas anteriores. Mas, como eu mesmo já escrevi aqui, esse é um time e um esquema tático em formação. É preciso ter paciência. O fato é que nesta partida o Timão mostrou que tem um belo caminho a seguir. Só não fico mais entusiasmado porque o time titular me parece bom, mas quando entram os reservas, a coisa às vezes desanda. Mas talvez isso seja também parte da paciência com um time em formação. Vai Corinthians!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *