Jogo 5.814: Corinthians vence e elimina Chapecoense da Copa do Brasil

corinthians 2 x 0 chapecoense

Apenas três dias depois de sagrar-se tricampeão paulista, o Corinthians venceu a Chapecoense por 2 x 0 na noite desta quarta-feira em Itaquera e avançou às oitavas-de-final da Copa do Brasil de 2019.

Depois de ter perdido o jogo de ida pela contagem mínima, o Timão buscou o ataque a partir dos primeiros minutos. E nem precisou sofrer para se classificar, contrariando mais uma vez os antis de plantão.

Boselli abriu o placar aos 15 minutos ao dominar lançamento de Ralf para a grande área e concluir no canto do goleiro adversário. Foi o primeiro gol do argentino na Arena Corinthians.

Sem tirar o pé do acelerador, foram diversas as chances de ampliar o marcador, mas o gol da classificação veio apenas no meio da etapa complementar, quando Mateus Vital saiu do banco para assegurar a passagem do Corinthians para as oitavas-de-final em seu 170º jogo em Itaquera.

Interessada mais no antijogo do que em qualquer outra coisa, a Chape praticamente não chegou à área corinthiana – e, quando chegou, não levou perigo. Assim, pelo segundo ano consecutivo, o Corinthians elimina a Chapecoense da Copa do Brasil. Foi a 80ª vitória corinthiana na história da Copa do Brasil.

E enquanto Fábio Carille chegou a sua 20 vitória em 22 confrontos de mata-mata no comando alvinegro, o Timão alcançou sua 18ª classificação em 26 mata-matas decididos em Itaquera.

Sem tempo para comemorar a conquista do tricampeonato paulista e a reversão da desvantagem na Copa do Brasil, o Corinthians já se prepara para a estreia no Campeonato Brasileiro, domingo, contra o Bahia, em Salvador.

Que venha o Brasileirão. E quem sabe mais uma taça para a coleção.


Artilheiros do jogo: Boselli e Mateus Vital |
Contra a Chapecoense |
O Corinthians em 2019 |
Em Itaquera |
Pela Copa do Brasil |
Sob o comando de Fábio Carille |
O Corinthians na história |


One thought on “Jogo 5.814: Corinthians vence e elimina Chapecoense da Copa do Brasil

  1. O Corinthians entrou em campo mostrando quem é o tricampeão paulista, quem manda na Arena e que o adversário não ia ter moleza. Carille avançou a marcação, o time teve o domínio do jogo, fez um gol em cada tempo e conseguiu o resultado que precisava sem dar nenhuma chance ao adversário que veio pra empatar ou pra decidir a classificação nos pênaltis. Uma das melhores atuações do Timão este ano. Fagner comeu a bola, Ralf foi um monstro (Ralf voltou a ser o velho Ralf que conhecemos), o time inteiro se dedicou ao esquema tático e até Boselli e Mateus Vital fizeram gol. O resultado poderia ter sido uma goleada não fosse o fraco aproveitamento das seguidas bolas levantadas na área. Mas pra um elenco que acabou de conquistar um título, não há crítica nenhuma a fazer (nem ao Sornoza, embora eu queira… ahahah) ao modo de jogar do time inteiro. No fim de semana tem pedreira contra o campeão baiano, time que vem dando bons exemplos de cidadania dentro do futebol brasileiro, um esporte tão pródigo em maus exemplos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *