Jogo 5.878: Nos acréscimos, Boselli evita derrota para o Santo André

1 x 1

O atacante argentino Mauro Boselli evitou uma derrota em casa para o Santo André nos acréscimos do segundo tempo ao marcar um suado gol de empate na noite desta quarta-feira em Itaquera.

O Corinthians começou dominando o Ramalhão, que até o momento detém a melhor campanha do Campeonato Paulista, mas repetiu a dificuldade de converter em gol essa superioridade na posse de bola.

E o Santo André, que jogava por uma bola, abriu o placar com Ronaldo aos 27 minutos em uma bola parada. Foi o único lance de ataque do adversário em toda a partida. E a bola foi teimosamente parar no fundo das redes de Válter.

Simultaneamente ao gol sofrido, um dilúvio precipitou-se sobre Itaquera, levando a disputa para a base do chutão para o alto. Do início ao fim, tratou-se de um jogo de ataque contra defesa. E mais uma vez a falta de pontaria do ataque corinthiano saltou aos olhos.

A entrada de Boselli no segundo tempo melhorou bem o time. O argentino primeiro carimbou a trave. Depois, aos 46 do segundo tempo, quando a derrota parecia certa, Boselli finalmente colocou pra dentro.

Janderson chegou a marcar o segundo aos 49, mas a arbitragem achou um impedimento do ataque corinthiano e aproveitou para encerrar o jogo antes que a virada viesse.

Afinal, pelo que o Santo André ensebou e bateu, quatro minutos de acréscimo foram um prêmio pelo antijogo.

O fato é que o Corinthians de Tiago Nunes segue com um sistema defensivo frágil e poder de reação nulo, conseguindo irritar mais a Fiel do que as apitagens tendenciosamente anticorinthianas que se veem por aí.


Artilheiro do jogo: Boselli |
| Contra o Santo André |
O Corinthians em 2020 |
| Em Itaquera |
Sob o comando de Tiago Nunes |
| Na história do Campeonato Paulista |
O Corinthians na história |


One thought on “Jogo 5.878: Nos acréscimos, Boselli evita derrota para o Santo André

  1. Sabíamos desde o início que um time que está sendo montado tende a ter resultados com muita oscilação. Mas fazer 9 pontos em 24 pontos disputados no Paulista e ser desclassificado, de novo, por um time médio do Paraguai na Libertas… haja paciência!!! A defesa continua tomando gol praticamente em todas as partidas e o ataque continua com dificuldades enormes pra fazer gol. É bom lembrar que no Paulista do ano passado o Corinthians foi campeão depois de uma campanha horrorosa. Mas o que veio depois, no resto do ano, foi mais horroroso ainda. Tiago Nunes que se cuide. Ou acerta esse time ou traz jogadores que realmente estão à altura do Corinthians ou teremos um ano de merda, como já estamos vendo nesses dois primeiros meses. Uma hora a paciência acaba. A Fiel já tá dando sinais disso. E a Fiel tem razão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *