2012, um ano repleto de vitórias; que venha o próximo

bimundialE vai chegando ao fim aquele que tornou-se o ano mais vitorioso da história do Corinthians. Num passado distante foi 1954, ano de Paulista e Rio-São Paulo. Até pouco tempo atrás foi 1995, com Paulista e Copa do Brasil, acompanhado pelas dobradinhas de 1999, 2002 e 2009.

A sequência de troféus conquistada entre 1998 e 2000 talvez seja difícil de igualar em números brutos para um intervalo tão curto. Afinal, num período de 14 meses, o Timão sagrou-se duas vezes campeão brasileiro, uma vez campeão paulista e outra mundial.

Agora foram três títulos em 13 meses, mas foi uma espécie de sequência perfeita, de ordem natural das coisas: brasileiro, sul-americano e mundial.

Se formos esticar um pouquinho mais essa linha do tempo, descobriremos que nenhum outro time em nenhum outro lugar do planeta jamais foi capaz do renascimento protagonizado pelo Corinthians. Rebaixado em 2007, o Timão encontrou forças em sua própria história para quase ser campeão da Copa do Brasil do ano seguinte, conquistar a Série B, tornar-se campeão paulista invicto, tomar enfim de volta a Copa do Brasil, ganhar o Brasileiro e, a seguir, a Libertadores e o Mundial.

Da falha de Júlio César que levou Cássio à titularidade no gol à iluminação de Romarinho, dos gols históricos de Emerson Sheik e Guerrero ao espírito de unidade da equipe, da Fiel que levou o Timão do Povo em seus braços para dar a volta ao mundo, jogou com ele e o trouxe de volta pelos mesmos braços, tudo em 2012 foi perfeito e iluminado para o Corinthians.

Que termine um ano perfeito e logo comece outro na mesma toada.

Vai, Corinthians!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *