Jogo 5.657: Apitagem volta a dar as caras no Majestoso

saopaulo 1 x 1 corinthians

Corinthians e São Paulo pisaram hoje à tarde no gramado do Morumbi cada um sem vencer havia quatro jogos. E ali ampliaram a cinco partidas a sequência sem vitórias um do outro.

Em diversos momentos, foi um jogo duro – de assistir. Tanto o Corinthians quanto o São Paulo atravessam momentos lamentáveis com a bola nos pés. Mas não há nada que uma cortina de fumaça não resolva.

Mais uma vez, a apitagem foi determinante para o resultado, e mais uma vez contra o Corinthians. Wellington Nem deveria ter sido expulso no início do segundo tempo, depois de entrada criminosa em Léo Jabá, mas permaneceu em campo, punido apenas com cartão amarelo pelo árbitro Vinicius Furlan. Depois, deu outra entrada dura em Guilherme Arana. O lateral corinthiano teve de ser substituído por causa da pancada, mas Wellington Nem seguiu serelepe em campo. Aí Pablo deveria ter tomado um vermelho e, envergonhado, o juiz ficou na dele. Até que no último minuto de jogo, Wellington Nem tentou dar uma cotovelada em Camacho. Não conseguiu, mas o juiz aproveitou o lance para alegar que puniu o contumaz infrator são-paulino. Tivesse sido ele expulso de cara, teríamos um outro jogo. E lá foi Rogério Ceni reclamar da arbitragem, claro. Deveria era ter agradecido ao árbitro.

Bem antes disso, quando o jogo já estava 1 x 1, o apitador de plantão evitou a virada corinthiana ao marcar perigo de gol na área do São Paulo em uma disputa aérea de Jô com um zagueiro que desabou ao sentir um leve toque do atacante mosqueteiro. A bola sobrou limpa para Rodriguinho, que estufou as redes adversárias, mas o árbitro já tinha parado erroneamente a jogada.

Ninguém está pedindo aos árbitros que roubem para o Corinthians. Basta não prejudicar e já está tudo bem. E é incrível a incidência de erros contrários ao Timão, mesmo nos atuais tempos de vacas magras. Só a profissionalização dos árbitros resolveria isso.

No que diz respeito a futebol, pouquíssimo a comentar sobre o Majestoso deste domingo. De negativo tira-se a falha da defesa alvinegra no gol são-paulino. O Maicon de lá subiu sozinho enquanto toda a defesa corinthiana ficava olhando ele cabecear. De positivo, depois de marcar os gols da vitória contra Palmeiras e Santos, Jô carimbou as redes adversárias em mais um clássico.


| Artilheiro do jogo: Jô |
| Contra o São Paulo |
O Corinthians em 2017 |
| Na história do Campeonato Paulista |
| No Morumbi |
Sob o comando de Fábio Carille |
O Corinthians em 106 anos de história |


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *