Jogo 5.701: Corinthians e Grêmio ficam no zero; distância é mantida

corinthians 0 x 0 gremio

Corinthians e Grêmio ficaram no zero a zero na noite desta quarta-feira em Itaquera e a distância de nove pontos do líder para o vice-líder foi mantida restando nove rodadas para o término do Campeonato Brasileiro de 2017.

Na noite de hoje, Corinthians e Grêmio criaram poucas chances reais de gol. E as poucas que surgiram não foram aproveitadas. Gabriel voltou para dar solidez ao meio de campo corinthiano, mas o setor criativo parece viver uma pane.

E enquanto o Corinthians segue escondido pelos “donos da bola” no pay-per-view a nove rodadas do fim do Brasileirão, a tabela vem sendo convenientemente manipulada de modo a privilegiar o adversário mais próximo do líder com a informação do resultado mosqueteiro.

Com isso, amanhã o Santos terá a chance de reduzir a sete pontos a vantagem corinthiana e assumir a vice-liderança deste Campeonato Brasileiro. Ou não.


| Contra o Grêmio |
O Corinthians em 2017 |
| Em Itaquera |
Na história do Campeonato Brasileiro |
Sob o comando de Fábio Carille |
O Corinthians em 107 anos de história |


4 thoughts on “Jogo 5.701: Corinthians e Grêmio ficam no zero; distância é mantida

  1. Empate foi justo porque os dois goleiros não precisariam ter entrado em campo. Mas o Corinthians poderia ter vencido se os dois homens de criação, Rodriguinho (que não consegue acertar nenhum passe) e Jadson (que evoluiu um pouco, mas está aquém do que sabe jogar), tivessem acertado pelo menos um passe para o Jô fazer o gol da vitória. Jô ficou isolado o tempo todo, correu bastante, se esforçou, saiu da área pra buscar jogo e tentar alguma tabela, mas ninguém encostou nele. Enfim, o time parece cansado. Mas ainda tem nove rodadas pela frente. Se não for na técnica, que seja na raça.

  2. Concordo com sua análise, Marinho. No início do ano já se alertava sobre as limitações do elenco corinthiano. Nossos rivais, no entanto, parecem sofrer do mesmo problema. Que seja na raça!

  3. Poderia melhorar um pouco, se Carille fizesse umas mudanças pontuais. Colocar o Clayson e o Marquinhos Gabriel desde o início. O Romero não tem mais condições de ser titular desse time. Espero que com o título, algum time chinês o leve embora.

  4. De fato, Fred. Se bem que o Clayson chegou a jogar como titular sem dar a resposta que tem dado nos últimos jogos. Mas talvez seja uma questão de ter-se adaptado. Se eu pudesse sugerir algo pro Carille, seria começar a reinserir o Danilo aos poucos nessa reta final. A experiência e a tranquilidade dele podem ser decisivas para nossas pretensões. Quanto ao Romero, seja quando for, já terá sido tarde. Ainda tenho pra mim que prometeram um irmão e mandaram o outro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *