Jogo 5.624: Palmeiras e Héber, uma aliança imbatível

corinthians 0 x 2 palmeiras

O desmanchado Corinthians entregue pelo presidente Roberto de Andrade ao técnico Cristóvão Borges perdeu por 2 x 0 para o Palmeiras do árbitro Héber Roberto Lopes na tarde deste sábado em Itaquera.

Ciente da importância de vencer o clássico em casa, o Corinthians partiu para cima do Palmeiras, mas logo aos cinco minutos, no único lance de perigo ao gol defendido por Cássio no primeiro tempo, o adversário abriu o placar em falha da defesa.

No segundo tempo, aos trancos e barrancos, o Corinthians tentava o empate. Até que Héber Roberto Lopes inventou de expulsar o lateral Léo Príncipe com dois cartões amarelos criativos. No primeiro tempo, Héber já havia ignorado falta clara em Lucca em cima da linha da área, o que em bom português chama-se pênalti. Como é contra o Corinthians, a mídia vai dar um jeito de justificar.

Logo depois da expulsão de Léo Príncipe, o Palmeiras chegou ao segundo gol, posicionando o alviverde como único clube a ter vantagem sobre o Corinthians em Itaquera. De quebra, o Palmeiras acabou com uma invencibilidade de 34 jogos do Timão no novo estádio e tirou do Corinthians a condição de único time invicto em casa no Campeonato Brasileiro.

Este foi o terceiro clássico disputado em 2016, e nos três a arbitragem mostrou que tinha lado: o do time do presidente da CBF, o câncer que, junto com a Rede Globo, levou o futebol brasileiro para a UTI.


Contra o Palmeiras

O Corinthians em 2016

Sob o comando de Cristóvão Borges

Em Itaquera

Na história do Campeonato Brasileiro

O Timão em 106 anos de história


 

2 thoughts on “Jogo 5.624: Palmeiras e Héber, uma aliança imbatível

  1. Cara, esta diretoria é incompetente demais. Sempre gosto muito dos seus comentários, mas o problema financeiro, o desmanche de jogadores, o desequilíbrio psicológico, a falta de títulos em casa, a piora continuada do retrospecto contra os Porcos recente, isto tudo chama-se incompetência!!!!

    • O problema maior é a desconexão entre os interesses da diretoria, os profissionais que atuam no clube e a torcida. Escreverei um post sobre isso a hora que a cabeça esfriar. Abs

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *