Jogo 5.479: Corinthians empata em casa com Chape ameaçada

1 x 1 chapecoense

Não basta perder ponto em casa. Tem que perder ponto em casa pra time que luta contra o rebaixamento. Isso é ruim, mas tem leitor que acha aceitável. Cada um com seus critérios.

No fim de semana, depois de perder para o Flamengo, ouvi seu técnico, Mano Menezes, dizer que a meta é a tal Libertadores. E tenho cá meus critérios quanto a metas quando há competição envolvida, certamente diferentes dos seus: se a meta é o título, o time até briga pelo título; se a meta é a Libertadores, briga pela Sul-Americana; se a meta é a tal Sul-Americana, briga pra não cair; e se briga pra não cair, já era, fica igual ao Palmeiras.

Hoje o Corinthians empatou com a Chapecoense, com gol bonito de Malcom e golaço contra de Ferrugem – e foi tudo o que o adversário conseguiu causar, um gol contra.

O juiz ainda deixou de dar um pênalti bizarro contra nós (eu ou você?), mais para compensar dois pênaltis ainda mais bizarros que preferiu ignorar para o meu time, um em Guerrero e outro em Malcom. Vá falar de choradeira no UOL ou na Globo.com.

Não, não existem Del Nero e Marin na CBF, não existe arbitragem teleguiada. É tudo coisa da minha mente paranoica. Eu devo é ter perdido a piada.


Artilheiro do jogo: Malcom.


 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *