Homenagem à Chape une torcidas rivais paulistas

Por Anderson Araüjo*

tos5A Praça Charles Müller, em frente ao Estádio do Pacaembu, foi palco de um momento histórico neste domingo, 4 de dezembro. Torcidas Organizadas do Corinthians (Gaviões da Fiel, Camisa 12 e Pavilhão 9), do Palmeiras (Mancha Verde), do São Paulo (Independente e Dragões da Real), do Santos (Torcida Jovem), do XV de Piracicaba (Esquadrão) e do Santo André (Fúria Andreense) protagonizaram todas juntas uma grande e bela homenagem à Chapecoense.

Todas as baterias juntas num só ritmo, em um só canto, em um só objetivo. Todas as suas cores e diferenças foram deixadas de lado e as torcidas cantaram em prol da Chape sem nenhuma hostilidade entre elas.tos1

Este foi um dos grandes momentos mágicos que o futebol pode nos proporcionar, em um momento no qual poucos imaginariam ver torcedores rivais unidos num só grito, numa só canção e num só objetivo. Nessas horas não importa quem é tricolor, quem está de verde, alvinegro nem quem é da Baixada.

Infelizmente precisou de uma tragédia para unir todas essas torcidas, mas este é um grande avanço porque temos muitas pautas em comum que vão muito além dos nossos escudos ou cores.

tos2Se todas as torcidas uniformizadas continuarem unidas, poderemos lutar por um futebol melhor, devolver o futebol a quem ele realmente pertence, que é o povo. Devolver as bandeiras de mastros, bandeirões, sinalizadores, fumaças, papéis picados, ingressos mais baratos, batuques de arquibancadas etc.

Isto é tudo que alguns mandatários mais temiam: ver todas as organizadas juntas. E essa união tem potencial de abalar esse sistema nefasto de criminalizar o torcedor e de acabar com certos conglomerados de comunicação que pretendem fazer o torcedor ficar em casa para assistir ao jogo e ainda pagar por isso.

tos3Todas as organizadas do Estado de São Paulo estão de parabéns. Vocês comungaram o mesmo sentimento com outras pessoas, sem medo e sem ódio. Pudemos todos caminhar juntos e unir todas as nossas baterias em prol de um clube que perdeu seus atletas, comissão técnica, funcionários e amigos. Todos abraçados com um lindo sentimento humanista e confraternalista, pulando e cantando juntos: “VAMO, VAMO CHAPE!!!”.

tos5A Chapecoense hoje não é mais um time pequeno do Estado de Santa Catarina. Hoje este clube se tornou gigante ao unir rivais sem distinção de cor e clubismo e, principalmente, sem preconceito entre eles. Hoje a Chapecoense é de todos nós, seres humanos que vivemos neste planeta chamado Terra.

Foi uma festa linda de se ver.

 

Diz a lenda que o Índio Condá queria ver a união de todos os povos. Não sabemos se isso é verdade, mas a Associação Chapecoense de Futebol conseguiu unir todos em prol de um só time.

#ForçaChape

*Anderson Araüjo tem 35 e trabalha na área de recursos humanos.

One thought on “Homenagem à Chape une torcidas rivais paulistas

  1. O autor toca num ponto fundamental: é nas torcidas que está a saída honrosa pro nosso futebol. Se esperarmos dos dirigentes, sabemos que só vem sacanagem. Mas as torcidas precisam se unir. Precisam ser adversárias nas arquibancadas enquanto seus times jogam. Mas precisam ser irmanadas fora dos estádios pra pressionar os dirigentes a termos de volta o verdadeiro futebol brasileiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *