Jogo 4.453: Corinthians é o 1º campeão mundial de clubes da Fifa

corinthians 0 x 0 vasco

(Nos pênaltis: Corinthians 4 x 3 Vasco)

O Corinthians sagrou-se campeão mundial de clubes ao derrotar o Vasco da Gama, nos pênaltis, por 4 x 3 na noite de 14 de janeiro de 2000 em jogo disputado no Maracanã. A disputa do título nas penalidades ocorreu depois de os dois clubes terem ficado no empate sem gols durante o tempo normal e a prorrogação da final da primeira edição do Mundial de Clubes da Fifa, disputada no Brasil.

Com a bola rolando, Corinthians e Vasco protagonizaram um duelo muito estudado e cuidadoso. Foram raras as oportunidades claras de gol, tanto no tempo normal quanto na prorrogação.

Na disputa por pênaltis, o Timão bateu primeiro. Na primeira série, Rincón marcou para o Corinthians e Romário guardou para o Vasco. Na segunda, Fernando Baiano fez para o Timão e Alex Oliveira marcou para o clube carioca. A seguir, Luizão fez 3 x 2 para o Corinthians e Dida defendeu a cobrança do lateral Gilberto. Na quarta série, Edu Gaspar deixou o Corinthians em grande vantagem, mas Viola deslocou Dida e manteve acesas as esperanças vascaínas.

Na última penalidade corinthiana, o goleiro Hélton impediu Marcelinho Carioca de consagrar-se como autor do gol do título. Com isso, ficou nos pés do craque Edmundo a última cobrança vascaína. Edmundo foi para a bola e bateu firme, forte, no canto superior, mas a bola foi para fora.

Dida levantou-se, passou por Edmundo e seguiu calmamente em direção ao meio de campo, com sua peculiar calma, enquanto o time avançava euforicamente em sua direção para celebrar o primeiro título mundial da história do Corinthians.

De quebra, Edílson, um dos artilheiros do Mundial, foi eleito o craque da competição e é provável que até hoje cause pesadelos a Karembeu.


Ficha técnica

CORINTHIANS 0 X 0 VASCO
(nos pênaltis, Corinthians 4 x 3 Vasco)

Local: Maracanã – Rio de Janeiro (RJ)
Data: 14/01/2000
Árbitro: Dick Jol (Holanda)

Corinthians: Dida; Índio, João Carlos, Fábio Luciano e Kléber; Rincón, Vampeta (Edu), Ricardinho (Marcos Senna) e Marcelinho; Edílson e Luizão (Dinei). Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Vasco: Hélton; Paulo Miranda, Mauro Galvão, Odvan, Gilberto; Amaral, Felipe (Alex Oliveira), Juninho Pernambucano (Viola), Ramon (Donizete); Edmundo, Romário. Técnico: Antonio Lopes.

Nos pênaltis: Rincón, Fernando Baiano, Luizão e Edu (Corinthians); Romário, Alex Oliveira e Viola (Vasco).


Contra o Vasco |
O Corinthians no Maracanã |
No Mundial de Clubes de Fifa |
Sob o comando de Oswaldo de Oliveira |
Confira a página especial do Retrospecto Corinthiano dedicada aos títulos mundiais mosqueteiros |

Post publicado em 6 de janeiro de 2017.


 

4 thoughts on “Jogo 4.453: Corinthians é o 1º campeão mundial de clubes da Fifa

  1. Olha a escalação dos dois times. Jogadores à altura de uma decisão de um Mundial. Se fizéssemos uma seleção brasileira só com os jogadores de Vasco e Corinthians desse jogo, o Brasil seria campeão de qualquer copa do mundo. Só acho que precisaríamos nacionalizar o gigante Rincón. Vai Corinthians! Parabéns, Fiel! E que festa na Paulista!

    • O Brasil ainda jogava naquela época o melhor futebol do mundo e era capaz de reter grandes talentos, ao contrário da palhaçada que é hoje. Não podemos nos esquecer que outros adversários também mantinham timaços de respeito.

  2. Se não conseguíssemos nacionalizar o Rincón, a seleção seria Dida, Índio, Mauro Galvão, Fábio Luciano e Kleber; Amaral, Vampeta, Juninho Pernambucano e Marcelinho; Edilson e Romário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *