Jogo 5.664: Corinthians bobeia e Inter leva vaga nos pênaltis

corinthians 1 x 1 internacional

(nos pênaltis, Corinthians 3 x 4 Internacional)

O Corinthians perdeu nos pênaltis, por 4 x 3, para o Internacional na noite desta quarta-feira em Itaquera e está fora da Copa do Brasil sem nem ao menos ter atingido as oitavas-de-final.

No tempo normal, o empate por 1 x 1 derivou de um jogo relativamente tranquilo em que a falta de pontaria do ataque e o estilo excessivamente defensivo do técnico Fábio Carille cobraram seu preço.

Maycon abriu o placar praticamente na primeira chance de gol. Na sequência, o ataque alvinegro presenteou a Fiel, que hoje atingiu a marca de 3 milhões de espectadores no novo estádio, com uma infeliz sucessão de gols perdidos.

O segundo gol até que parecia maduro. Eis que lá pelo meio do segundo tempo, o Inter achou um gol, de origem irregular como o de Porto Alegre, mas quem se importa? Nico López chutou, a bola desviou em Fágner e entrou.

O Inter então partiu para a cera, com a condescendência da arbitragem, e o Corinthians continuou perdendo gols, um depois do outro.

Na decisão por pênaltis, a derrota serve de lembrete que nenhum esquema defensivo que se preze pode ter como dupla de zaga titular Pablo e Balbuena. Mas vida que segue.


| Artilheiro do jogo: Maycon |
| Contra o Internacional |
O Corinthians em 2017 |
Pela Copa do Brasil |
| Em Itaquera |
Sob o comando de Fábio Carille |
O Corinthians em 106 anos de história |


One thought on “Jogo 5.664: Corinthians bobeia e Inter leva vaga nos pênaltis

  1. O forte desse time do Corinthians é o conjunto. E isso se deve ao Carille, que deu padrão de jogo ao time. Um padrão retranqueiro, com ataques cirúrgicos. Deu certo até esse jogo, quando os jogadores mostraram suas limitações individuais. Além do gol do Maycon, o Corinthians teve outras seis chances de mandar a bola pras redes. Duas com Jô, duas com Romero, uma com Rodriguinho e outra com Clayton. Todas oportunidades desperdiçadas. Além das limitações do time titular, o Corinthians não tem banco. E isso ficou claro nas substituições. Ou o Corinthians reforça esse time ou vai lutar pra não cair no Brasileiro, que é um campeonato longo que exige um elenco grande e de qualidade. A obrigação agora é chegar à final do Paulistão, jogando com raça e cabeça no lugar pra aproveitar a vantagem de dois gols e o apoio da torcida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *