Jogo 5.648: Timão vence clássico com apitagem espírito de porco

corinthians 1 x 0 palmeiras

O Corinthians derrotou o Palmeiras, o árbitro Thiago Duarte Peixoto e o auxiliar Emerson Augusto de Carvalho na noite desta quarta-feira em Itaquera.

Mesmo com todas as suas limitações, o Timão jogou mais que o Palmeiras durante todo o primeiro tempo. O gol parecia uma questão de paciência e de um pouco de pontaria. Mas o domínio alvinegro aparentemente incomodou a apitagem, que já nos acréscimos do primeiro tempo inventou a expulsão de Gabriel.

No lance em questão, Maycon parou um contra-ataque, mas em vez de ser ele o punido com cartão amarelo, Thiago Peixoto resolveu dar o segundo amarelo para Gabriel, que passava por perto.

O quarto árbitro Alessandro Darcie até argumentou com o árbitro que a falta não foi feita por Gabriel, mas então entrou em cena o “auxiliar” Emerson Augusto de Carvalho, aquele mesmo do triplo impedimento carpado. O argumento do auxiliar deve ter sido muito mais convincente que o do quarto árbitro, pois Thiago Peixoto confirmou a expulsão “equivocada”.

Com um a menos, o Corinthians fechou-se no segundo tempo. O Palmeiras ficava com a bola, mas quase não levava perigo ao gol defendido por Cássio. Eis que lá pelos 40 minutos, Maycon deu o pique mais importante de sua carreira até o momento, desarmou Guerra e passou para Jô, recém-saído do banco, tocar na saída de Fernando Prass e marcar o único gol da partida.

O primeiro gol de Jô em Itaquera ao mesmo tempo quebrou as pernas do espírito de porco da apitagem, que depois se deu ao luxo de ignorar a agressão de Victor Hugo em Pablo, e deu a vitória ao Timão no primeiro Dérbi do Centenário.

Se vivêssemos num mundo ideal, o árbitro, o auxiliar e Victor Hugo seriam devidamente punidos e Gabriel teria a suspensão pelo cartão vermelho sumariamente anulada. Ao mesmo tempo, se vivêssemos nesse tal mundo ideal, a canalhice da arbitragem não teria acontecido e a vitória talvez não soasse tão heroica.


| Artilheiro do jogo: Jô |
| Contra o Palmeiras |
O Corinthians em 2017 |
| Na história do Campeonato Paulista |
| Em Itaquera |
Sob o comando de Fábio Carille |
O Corinthians em 106 anos de história |


15 thoughts on “Jogo 5.648: Timão vence clássico com apitagem espírito de porco

  1. Não foi apenas um jogo. Foi um dérbi. Não foi um dérbi qualquer. Foi um dérbi centenário. Mas não foi somente um dérbi centenário. Foi o reencontro do Corinthians com sua origem. Fazia tempo que eu não gostava tanto de me sentir corinthiano como nesse jogo. Vencemos tudo e todos. E o Corinthians fez isso na raça de seus jogadores, no grito incessante da Fiel. Quem veste a camisa do Timão tem que reconhecer que é preciso encarnar a raça de um povo que nunca desiste. Só assim o Corinthians é Corinthians. Foi esta alma que o Corinthians reencontrou nessa partida. A importância desse jogo deve-se a isso: o verdadeiro Time do Povo está de volta. Não importa o nome dos jogadores. O que importa é a alma que entra em campo. É ela que faz o craque, o ídolo. E o gol da vitória foi de um jogador que veio do Terrão. O gol saiu dos pés do Jô. Mas quem empurrou a bola pras redes foi o espírito da raça, da raça corinthiana.

  2. Perfeita análise, Marinho. Ao contrário de outros jogos recentes, o que vimos em campo neste Dérbi Centenário foi o verdadeiro espírito corinthiano, o espírito de nossos fundadores, colocar no chinelo o espírito de porco de juizinhos mequetrefes e Kenos da vida. Mais do que nunca, neste momento, o povo precisa do Corinthians para representá-lo com dignidade. O espírito corinthiano fez em Itaquera a justiça que nos falta no dia-a-dia.

  3. Verificando as estatísticas observei que nas informações em Corinthians x Palmeiras – Pelo Campeonato Paulista o alvinegro possui uma vitória a mais de forma equivocada.
    O retrospecto correto é:
    Campeonato paulista
    Corinthians 75, 69 palmeiras e 61 empates.

  4. Acredito que seria interessante separar a estatística na página Corinthians x Palmeiras – No Parque Antártica ou informando a estatística de forma separada devida reinauguração, visto que os próprios palmeirenses referem-se ao estádio como se fossem dois estádios distintos embora o local geográfico seja o mesmo.

    Dérbi no Parque Antártica: Corinthians 13 Vitórias.
    03/05/1919 0 x 3 Parque Antártica Taça Pinoni
    09/11/1919 0 x 1 Parque Antártica Paulistão
    05/09/1920 1 x 2 Parque Antártica Paulistão
    09/07/1922 0 x 2 Parque Antártica Amistoso
    17/05/1925 0 x 3 Parque Antártica Paulistão
    08/12/1926 0 x 1 Parque Antártica Amistoso
    11/03/1928 1 x 3 Parque Antártica Paulistão
    01/12/1929 1 x 4 Parque Antártica Paulistão
    23/12/1934 0 x 1 Parque Antártica Amistoso
    04/08/1935 1 x 4 Parque Antártica Paulistão
    14/11/1937 0 x 1 Parque Antártica Paulistão
    17/09/1939 0 x 1 Parque Antártica Paulistão
    21/04/1940 1 x 2 Parque Antártica Amistoso

    Palmeiras 23 vitórias.
    06/05/1917 3 x 0 Parque Antártica Paulistão
    04/09/1921 3 x 1 Parque Antártica Paulistão
    25/12/1921 3 x 0 Parque Antártica Paulistão
    24/12/1922 3 x 2 Parque Antártica Paulistão
    15/08/1926 3 x 2 Parque Antártica Paulistão
    21/08/1927 3 x 1 Parque Antártica Paulistão
    25/03/1928 1 x 0 Parque Antártica Amistoso
    23/12/1928 3 x 1 Parque Antártica Amistoso
    04/05/1930 1 x 0 Parque Antártica Paulistão
    27/07/1930 3 x 2 Parque Antártica Taça Hospital Humberto I
    24/08/1930 4 x 0 Parque Antártica Paulistão
    29/03/1931 3 x 1 Parque Antártica Paulistão
    07/09/1931 2 x 0 Parque Antártica Amistoso
    15/11/1931 3 x 2 Parque Antártica Paulistão
    06/11/1932 3 x 0 Parque Antártica Paulistão
    05/11/1933 8 x 0 Parque Antártica Paulista/Rio-SP
    05/08/1934 3 x 1 Parque Antártica Paulistão
    24/11/1935 2 x 1 Parque Antártica Paulistão
    25/04/1937 1 x 0 Parque Antártica Paulistão
    09/05/1937 2 x 1 Parque Antártica Paulistão
    25/05/1938 4 x 1 Parque Antártica T. Embaixatriz Logacomo
    18/09/1938 2 x 1 Parque Antártica Torneio Extra
    04/04/1970 3 x 1 Parque Antártica Taça São Paulo

    10 Empates no Parque Antártica.
    13/05/1918 3 x 3 Parque Antártica Paulistão
    23/04/1922 2 x 2 Parque Antártica Paulistão
    16/12/1928 0 x 0 Parque Antártica Paulistão
    28/02/1937 1 x 1 Parque Antártica Paulistão
    03/07/1938 0 x 0 Parque Antártica Taça Henrique Mundel
    21/08/1938 0 x 0 Parque Antártica Torneio Extra
    01/12/1940 1 x 1 Parque Antártica Paulistão
    11/04/1970 0 x 0 Parque Antártica Taça São Paulo
    04/04/1973 1 x 1 Parque Antártica Paulistão
    21/01/1976 1 x 1 Parque Antártica Taça Gov. do Estado

    Dérbi no Allianz Parque: Corinthians 1 Vitória, Palmeiras 1 Vitória e 1 Empate.
    08/02/2015 0 x 1 Parque Antártica (Allians Parque) Paulistão
    06/09/2015 3 x 3 Parque Antártica (Allians Parque) Brasileiro Série A
    12/06/2016 1 x 0 Parque Antártica (Allians Parque) Brasileiro Série A

  5. Sugiro também acrescentarem Corinthians x Palmeiras – No Morumbi

    Dérbi no Morumbi: Corinthians 40 Vitórias.
    30/03/1969 0 x 2 Morumbi Paulistão
    26/07/1970 1 x 2 Morumbi Paulistão
    25/04/1971 3 x 4 Morumbi Paulistão
    03/03/1973 1 x 2 Morumbi Taça Laudo Natel
    18/08/1974 1 x 3 Morumbi Paulistão
    07/08/1975 1 x 2 Morumbi Paulistão
    30/11/1975 0 x 1 Morumbi Brasileiro Série A
    07/08/1977 0 x 2 Morumbi Paulistão
    31/08/1977 0 x 1 Morumbi Paulistão
    18/09/1977 0 x 2 Morumbi Paulistão
    12/11/1978 0 x 3 Morumbi Paulistão
    30/01/1980 0 x 1 Morumbi Paulistão
    07/09/1980 1 x 2 Morumbi Paulistão
    01/08/1982 1 x 5 Morumbi Paulistão
    08/12/1983 0 x 1 Morumbi Paulistão
    18/08/1984 0 x 2 Morumbi Paulistão
    04/11/1984 1 x 2 Morumbi Paulistão
    24/08/1986 0 x 1 Morumbi Paulistão
    10/12/1989 0 x 1 Morumbi Brasileiro Série A
    09/09/1990 1 x 2 Morumbi Brasileiro Série A
    29/03/1992 1 x 2 Morumbi Brasileiro Série A
    29/11/1992 1 x 2 Morumbi Paulistão
    02/05/1993 0 x 3 Morumbi Paulistão
    06/06/1993 0 x 1 Morumbi Paulistão
    13/03/1994 0 x 1 Morumbi Paulistão
    19/04/1997 2 x 5 Morumbi Paulistão
    01/06/1997 0 x 2 Morumbi Paulistão
    17/03/1999 1 x 2 Morumbi Taça Libertadores
    12/05/1999 0 x 2 Morumbi Taça Libertadores
    13/06/1999 0 x 3 Morumbi Paulistão
    21/05/2000 2 x 4 Morumbi Paulistão
    30/05/2000 3 x 4 Morumbi Taça Libertadores
    16/08/2000 0 x 1 Morumbi Brasileiro Série A
    11/02/2001 1 x 2 Morumbi Paulistão
    03/10/2001 2 x 4 Morumbi Brasileiro Série A
    08/03/2003 2 x 4 Morumbi Paulistão
    29/08/2004 0 x 1 Morumbi Brasileiro Série A
    20/03/2005 0 x 2 Morumbi Paulistão
    10/07/2005 1 x 3 Morumbi Brasileiro Série A
    25/10/2006 0 x 1 Morumbi Brasileiro Série A

    Palmeiras 39 vitórias.
    04/06/1967 1 x 0 Morumbi Torneio Roberto G. Pedrosa
    16/11/1968 2 x 0 Morumbi Torneio Roberto G. Pedrosa
    11/05/1969 2 x 0 Morumbi Paulistão
    22/06/1969 3 x 2 Morumbi Paulistão
    16/08/1970 1 x 0 Morumbi Paulistão
    18/11/1973 2 x 1 Morumbi Brasileiro Série A
    22/12/1974 1 x 0 Morumbi Paulistão
    22/08/1976 2 x 1 Morumbi Paulistão
    24/07/1977 4 x 2 Morumbi Paulistão
    24/09/1978 2 x 0 Morumbi Paulistão
    20/05/1979 2 x 0 Morumbi Paulistão
    19/08/1979 3 x 1 Morumbi Paulistão
    20/07/1980 1 x 0 Morumbi Paulistão
    21/06/1981 2 x 1 Morumbi Paulistão
    23/05/1982 1 x 0 Morumbi Torneio dos Campeões
    26/06/1983 2 x 1 Morumbi Paulistão
    03/08/1986 5 x 1 Morumbi Paulistão
    27/08/1986 3 x 0 Morumbi Paulistão
    09/10/1988 2 x 0 Morumbi Brasileiro Série A
    02/04/1989 2 x 0 Morumbi Paulistão
    01/09/1991 1 x 0 Morumbi Paulistão
    13/10/1991 2 x 1 Morumbi Paulistão
    08/11/1992 1 x 0 Morumbi Paulistão
    14/02/1993 2 x 0 Morumbi Paulistão
    12/06/1993 4 x 0 Morumbi Paulistão
    13/11/1994 4 x 1 Morumbi Brasileiro Série A
    03/10/1998 3 x 1 Morumbi Brasileiro Série A
    27/02/1999 1 x 0 Morumbi Taça Libertadores
    28/03/1999 3 x 1 Morumbi Paulistão
    05/05/1999 2 x 0 Morumbi Taça Libertadores
    12/07/1999 4 x 1 Morumbi Brasileiro Série A
    09/02/2000 3 x 1 Morumbi Torneio Rio-São Paulo
    06/06/2000 3 x 2 Morumbi Taça Libertadores
    02/05/2004 4 x 0 Morumbi Brasileiro Série A
    16/07/2006 1 x 0 Morumbi Brasileiro Série A
    04/03/2007 3 x 0 Morumbi Paulistão
    30/06/2007 1 x 0 Morumbi Brasileiro Série A
    23/09/2007 1 x 0 Morumbi Brasileiro Série A
    02/03/2008 1 x 0 Morumbi Paulistão

    35 Empates no Morumbi.
    12/09/1965 0 x 0 Morumbi Paulistão
    30/11/1969 0 x 0 Morumbi Torneio Roberto G. Pedrosa
    13/06/1971 0 x 0 Morumbi Paulistão
    15/08/1971 0 x 0 Morumbi Brasileiro Série A
    23/04/1972 1 x 1 Morumbi Paulistão
    05/08/1973 1 x 1 Morumbi Paulistão
    21/09/1975 1 x 1 Morumbi Paulistão
    21/01/1976 1 x 1 Morumbi Paulistão
    07/11/1976 0 x 0 Morumbi Brasileiro Série A
    08/05/1977 0 x 0 Morumbi Paulistão
    18/02/1979 0 x 0 Morumbi Paulistão
    21/10/1979 1 x 1 Morumbi Paulistão
    27/01/1980 1 x 1 Morumbi Paulistão
    11/10/1981 0 x 0 Morumbi Paulistão
    04/05/1982 1 x 1 Morumbi Torneio dos Campeões
    31/10/1982 0 x 0 Morumbi Paulistão
    25/09/1983 1 x 1 Morumbi Paulistão
    04/12/1983 1 x 1 Morumbi Paulistão
    29/06/1988 0 x 0 Morumbi Paulistão
    13/07/1988 0 x 0 Morumbi Paulistão
    01/04/1990 0 x 0 Morumbi Paulistão
    17/03/1991 0 x 0 Morumbi Brasileiro Série A
    30/08/1992 2 x 2 Morumbi Paulistão
    18/10/1992 0 x 0 Morumbi Paulistão
    23/10/1996 2 x 2 Morumbi Brasileiro Série A
    28/09/1997 2 x 2 Morumbi Brasileiro Série A
    15/03/1998 1 x 1 Morumbi Paulistão
    05/04/1998 1 x 1 Morumbi Paulistão
    20/06/1999 2 x 2 Morumbi Paulistão
    07/05/2000 2 x 2 Morumbi Paulistão
    07/04/2001 0 x 0 Morumbi Torneio Rio-São Paulo
    23/10/2002 2 x 2 Morumbi Brasileiro Série A
    05/03/2003 2 x 2 Morumbi Paulistão
    16/10/2005 1 x 1 Morumbi Brasileiro Série A
    26/03/2006 1 x 1 Morumbi Paulistão

  6. Bom Dia Ricardo Gozzi.
    Apenas para fins de registro histórico, sei que já sugeri separar a estatística na página Corinthians x Palmeiras – No Parque Antártica informando a estatística de forma separada devida reinauguração do estádio alviverde em 19 de Novembro de 2014, visto que os próprios palmeirenses referem-se ao estádio como se fossem dois estádios distintos embora o local geográfico seja o mesmo.

    Porém gostaria de salientar que o primeiro dérbi paulista com o Parque Antártica como sendo a casa do Palestra Itália realizado em 05 de Setembro de 1920 foi vencido pelo Corinthians por 2×1, visto que o Parque Antártica passou a ser propriedade do Palestra Itália em 1920 respaldado pelas Indústrias Matarazzo, no qual, o clube comprou o campo de futebol e grande parte do terreno do Parque Antártica por 500 contos de réis. Até então o Parque Antártica não era casa oficial do Palestra Itália, embora seja sabido que o primeiro dérbi paulista foi vencido pelo Palestra Itália por 3×0 no dia 06/05/1917, porém mesmo este duelo tendo sido realizado no Parque Antártica, o estádio não era propriedade do Palestra que o alugava do América F.C. que sublocava o local pertencente à Companhia Antárctica Paulista. O contrato de compra do estádio Parque Antártica foi firmado pelo presidente Menotti Falchi exatamente no dia 27 de abril de 1920.

    Portanto, não sei como fica estipulado o critério na contabilização do dérbi, visto que o Pq. Antártica passou a ser legitimamente a casa do palestra somente em 1920 conforme mencionado acima.

    De toda forma, o retrospecto considerando o Parque Antártica como sendo a casa do palestra/palmeiras ficou da seguinte forma:

    Dérbi no Parque Antártica: Corinthians 11 Vitórias.
    05/09/1920 1 x 2 Parque Antártica Paulistão
    09/07/1922 0 x 2 Parque Antártica Amistoso
    17/05/1925 0 x 3 Parque Antártica Paulistão
    08/12/1926 0 x 1 Parque Antártica Amistoso
    11/03/1928 1 x 3 Parque Antártica Paulistão
    01/12/1929 1 x 4 Parque Antártica Paulistão
    23/12/1934 0 x 1 Parque Antártica Amistoso
    04/08/1935 1 x 4 Parque Antártica Paulistão
    14/11/1937 0 x 1 Parque Antártica Paulistão
    17/09/1939 0 x 1 Parque Antártica Paulistão
    21/04/1940 1 x 2 Parque Antártica Amistoso

    Palmeiras 22 vitórias.
    04/09/1921 3 x 1 Parque Antártica Paulistão
    25/12/1921 3 x 0 Parque Antártica Paulistão
    24/12/1922 3 x 2 Parque Antártica Paulistão
    15/08/1926 3 x 2 Parque Antártica Paulistão
    21/08/1927 3 x 1 Parque Antártica Paulistão
    25/03/1928 1 x 0 Parque Antártica Amistoso
    23/12/1928 3 x 1 Parque Antártica Amistoso
    04/05/1930 1 x 0 Parque Antártica Paulistão
    27/07/1930 3 x 2 Parque Antártica Taça Hospital Humberto I
    24/08/1930 4 x 0 Parque Antártica Paulistão
    29/03/1931 3 x 1 Parque Antártica Paulistão
    07/09/1931 2 x 0 Parque Antártica Amistoso
    15/11/1931 3 x 2 Parque Antártica Paulistão
    06/11/1932 3 x 0 Parque Antártica Paulistão
    05/11/1933 8 x 0 Parque Antártica Paulista/Rio-SP
    05/08/1934 3 x 1 Parque Antártica Paulistão
    24/11/1935 2 x 1 Parque Antártica Paulistão
    25/04/1937 1 x 0 Parque Antártica Paulistão
    09/05/1937 2 x 1 Parque Antártica Paulistão
    25/05/1938 4 x 1 Parque Antártica T. Embaixatriz Logacomo
    18/09/1938 2 x 1 Parque Antártica Torneio Extra
    04/04/1970 3 x 1 Parque Antártica Taça São Paulo

    09 Empates no Parque Antártica.
    23/04/1922 2 x 2 Parque Antártica Paulistão
    16/12/1928 0 x 0 Parque Antártica Paulistão
    28/02/1937 1 x 1 Parque Antártica Paulistão
    03/07/1938 0 x 0 Parque Antártica Taça Henrique Mundel
    21/08/1938 0 x 0 Parque Antártica Torneio Extra
    01/12/1940 1 x 1 Parque Antártica Paulistão
    11/04/1970 0 x 0 Parque Antártica Taça São Paulo
    04/04/1973 1 x 1 Parque Antártica Paulistão
    21/01/1976 1 x 1 Parque Antártica Taça Gov. do Estado

    Dérbi no Allianz Parque: Corinthians 1 Vitória, Palmeiras 1 Vitória e 1 Empate.
    08/02/2015 0 x 1 Parque Antártica (Allians Parque) Paulistão
    06/09/2015 3 x 3 Parque Antártica (Allians Parque) Brasileiro Série A
    12/06/2016 1 x 0 Parque Antártica (Allians Parque) Brasileiro Série A

  7. Vale ressaltar que no Parque Antártica depois de vencer o primeiro dérbi paulista da história por 3×0 no dia 06/05/1917, o Palestra Itália só voltou a vencer o Corinthians “em casa” 4 anos depois em 04/09/1921 por 3×1 já como legítimo proprietário do estádio, visto que o contrato de compra do estádio Parque Antártica foi firmado pelo presidente Menotti Falchi do Palestra Itália/Palmeiras exatamente no dia 27 de abril de 1920.

    • Oi, Fielipe.
      Muito valiosas essas informações. Eu desconhecia a questão do momento da transferência de propriedade do estádio. Estou trabalhando numa revisão dos dados do clássico, uma vez que há muita divergência de informação entre as diversas fontes disponíveis. As próprias assessorias de imprensa dos clubes divulgam números equivocados. Estou passando tudo a limpo e assim que estiver organizado atualizarei no site. Valeu pela força. Abs

  8. Saudações Ricardo Gozzi.
    Utilizo como fonte os dados fornecidos pelo jornalista Celso Unzelte. Caso queira utilizar para verificar lhe encaminho por e-mail.

    Avaliando os dados podemos verificar várias situações, e como estamos falando sobre o dérbi disputado no Parque Antártica, os dados históricos demonstram também outros fatos curiosos como por exemplo:

    Depois da inauguração do estádio do Pacaembu em 27 de abril de 1940 e do estádio do Morumbi em 02 de outubro de 1960 os dérbis raramente foram disputados no Parque Antártica e na Fazendinha. Cito a Fazendinha, pois com o nome de Palmeiras nunca houve um dérbi no Pq. São Jorge. No primeiro dérbi da Fazendinha o Corinthians venceu o rival alviverde por 3×0 em 1928 e o último por 2×0 em 1940.

    23/09/1928 3 x 0 Alfredo Schürig (Parque São Jorge) Paulistão 1º Turno
    04/05/1930 0 x 1 Alfredo Schürig (Parque São Jorge) Paulistão 1º Turno
    13/09/1931 1 x 1 Alfredo Schürig (Parque São Jorge) Amistoso Estadual
    15/11/1931 2 x 3 Alfredo Schürig (Parque São Jorge) Paulistão 2º Turno
    07/05/1933 1 x 5 Alfredo Schürig (Parque São Jorge) Paulistão 1º Turno e Rio-São Paulo
    06/05/1934 1 x 2 Alfredo Schürig (Parque São Jorge) Paulistão 1º Turno
    30/09/1934 2 x 0 Alfredo Schürig (Parque São Jorge) Torneio Nacional (Torneio Extra)
    04/08/1935 4 x 1 Alfredo Schürig (Parque São Jorge) Paulistão 1º Turno
    26/04/1936 2 x 1 Alfredo Schürig (Parque São Jorge) Paulistão 1º Turno
    02/05/1937 0 x 0 Alfredo Schürig (Parque São Jorge) Paulistão – Final – Segundo Jogo
    07/09/1937 1 x 2 Alfredo Schürig (Parque São Jorge) Paulistão 1º Turno
    13/05/1938 2 x 2 Alfredo Schürig (Parque São Jorge) Amistoso Estadual (Taça Embaixatriz Logacomo – 1º Jogo)
    23/10/1938 1 x 1 Alfredo Schürig (Parque São Jorge) Paulistão (Turno Único)
    04/06/1939 3 x 3 Alfredo Schürig (Parque São Jorge) Paulistão 1º Turno
    18/08/1940 2 x 0 Alfredo Schürig (Parque São Jorge) Paulistão 1º Turno e Rio-São Paulo

    Retrospecto na Fazendinha:
    Corinthians 5 vitórias, Palestra Itália 5 vitórias, Empates 5.

    Em paralelo a este fato, podemos constatar que em função dos dérbis se concentrarem mais no Pacaembu e posteriormente no Morumbi, o ainda Palestra Itália ficou sem vencer o Corinthians dentro de casa por 32 anos (de 18/09/1938 à 04/04/1970). Neste período houveram 5 dérbis no Pq. Antártica, visto que os dérbis iniciados em 1917 foram frequentes no Parque Antártica nas décadas de 20 até o final da década de 30, quando o clássico concentrou-se no Estádio do Pacaembu inaugurado em 27 de abril de 1940.

    18/09/1938 2 x 1 Parque Antártica Torneio Nacional (Torneio Extra)
    17/09/1939 0 x 1 Parque Antártica Paulistão
    21/04/1940 1 x 2 Parque Antártica Amistoso estadual
    01/12/1940 1 x 1 Parque Antártica Paulistão
    04/04/1970 3 x 1 Parque Antártica Taça São Paulo

    Depois desta vitória palmeirense em 04/04/1970, o Palmeiras só voltou a vencer o Corinthians dentro do próprio estádio 46 anos depois, no terceiro dérbi do reformado Parque Antártica, conhecido atualmente como Allianz Parque. No primeiro em 08/02/2015 o Corinthians venceu por 1×0 com gol do meia Danilo.

    11/04/1970 0 x 0 Parque Antártica Taça São Paulo
    04/04/1973 1 x 1 Parque Antártica Paulistão
    21/01/1976 1 x 1 Parque Antártica Taça Gov. do Estado
    08/02/2015 0 x 1 Parque Antártica Paulistão
    06/09/2015 3 x 3 Parque Antártica (Allianz Parque) Brasileiro Série A
    12/06/2016 1 x 0 Parque Antártica (Allianz Parque) Brasileiro Série A

    • Saudações, Fielipe. Também me escoro muito nos almanaques do Celso. Tem uma ou outra firula que eu abordo de outra maneira, mas deixo explicado quando o faço. Não sei se você conhece, mas o app do Almanaque tem os dados atualizados em relação aos almanaques em papel. É bem bacana.

  9. Legal Ricardo!
    Consultei o App e vi várias coisas legais mesmo.

    Vi que no retrospecto geral a herança de vantagem palmeirense nos confrontos (125×121) deve-se ao Palestra Itália e à soma dos jogos amistosos.
    Palavras do próprio Celso Unzelte.

    É possível afirmar sim com base nos dados que desde 1942 nos principais e mais tradicionais torneios o Corinthians SEMPRE manteve-se na frente no retrospecto geral. Desde 2000 a vantagem é toda do Corinthians, assim como, no novo século a partir de 2001.

    50 dérbis, com 20 vitórias do Alvinegro do Parque São Jorge, 16 empates e 14 derrotas para os alviverdes.

    Desde 2001 foram realizados 43 dérbis, com 16 vitórias do Alvinegro do Parque São Jorge, 15 empates e 12 derrotas para o Palmeiras que ficou sem vencer desde agosto de 2011 quando mandou jogo no interior incluindo que também ficou sem vencer o dérbi desde 2008 pelo campeonato paulista, assim como, na capital e há 20 anos no Pacaembu, quebrando o tabu na ‘Saudosa Maloca’ com gol roubado em impedimento.

    Realmente desde 1942 considerando dérbis apenas nas principais competições o Corinthians sempre esteve na frente do retrospecto e a vantagem palmeirense deve-se ao período de Palestra e jogos amistosos.

    Corinthians x Palmeiras – CONSIDERANDO OS Principais Torneios – (Paulistão, Copa do Brasil “que não teve dérbi até hoje”, Libertadores, Brasileirão)
    Corinthians 80 vitórias contra 65 derrotas, houveram 67 empates

    Corinthians x Palmeiras – CONSIDERANDO OS Principais Torneios – (Paulistão, Copa do Brasil “que não teve dérbi até hoje”, Libertadores, Brasileirão) + TORNEIO RIO-SP 86 CORINTHIANS, 79 Palmeiras, 73 EMPATES

    Considerando resultados anteriores à 42 – Principais Torneios – (Paulistão, Copa do Brasil “que não teve dérbi até hoje”, Libertadores, Brasileirão)

    80+12= 92 Corinthians, 65+23=88 Palestra/Palmeiras, 67+11=78 empates

    Corinthians x Palmeiras (de 1942 à 2016) – CONSIDERANDO TODOS OS TORNEIOS (PAULISTÃO, BRASILEIRÃO, COPA DO BRASIL “que não teve dérbi até hoje”, LIBERTADORES, RIO-SP E TAÇA DE PRATA (TORNEIO ROBERTO GOMES PEDROSA)
    86 VITÓRIAS CORINTIANAS, 83 DERROTAS , 76 empates

    Corinthians x Palmeiras – DESCONSIDERANDO Jogos amistosos e ao período de Palestra Itália.
    Corinthians 98 vitórias contra 89 derrotas, houveram 88 empates

    Considerando o retrospecto geral do dérbi de 1917 à 2017 nos principais torneios (Paulistão, Copa do Brasil “que não teve dérbi até hoje”, Libertadores, Brasileirão) sem os amistosos estaduais o retrospecto apresenta o seguinte resultado:
    Corinthians 92, 88 Palmeiras e 78 empates

    Considerando o absurdo praticado pela CBF em equiparar Torneio Roberto Gomes Pedrosa como sendo Campeonato Brasileiro o retrospecto do dérbi fica da seguinte forma:
    Corinthians 92, 92 palmeiras e 81 empates.

    Visto que o Palmeiras contabilizou como sendo Campeonato Brasileiro as conquistas da Taça brasil de 1960 e 1967 e também as conquistas do Torneio Roberto Gomes Pedrosa de 1967 e 1969 chegando ao ridículo de denominar-se como Bi-Campeão Brasileiro no mesmo ano em 1967.
    De toda forma, se incluídos os dérbis considerando estes torneios (Taça Brasil não teve Dérbi, pois previa em principio reunir as equipes campeãs estaduais do Brasil para indicar os representantes brasileiros na Taça Libertadores da América, porém as equipes mais fortes disputavam apenas as fases finais. As edições de 1961, 1964, 1965 e 1966 contaram com dois representantes do futebol paulista, enquanto que em 1967 houve a participação de duas equipes mineiras. Em 1968, último ano da competição, nenhuma equipe paulista disputou a competição).

    Campeonato Brasileiro
    Corinthians 14, 16 palmeiras e 17 empates.

    Campeonato paulista
    Corinthians 75, 69 palmeiras e 61 empates.

    A história é irrefutável e está do lado Corintiano, basta que as informações cheguem aos corintianos desinformados e aos anti-corintianos da mídia em geral.

  10. Outro fato interessante voltando aos dérbis disputados no Parque Antártica.
    O Palestra Itália venceu o primeiro em 1917 quando ainda não era o legítimo proprietário do estádio e somente venceu novamente no Pq. Antártica depois de 4 anos já como proprietário em 1921.

    Interessante saber que o primeiro dérbi paulista com o Parque Antártica como sendo a casa do Palestra Itália realizado em 05 de Setembro de 1920 foi vencido pelo Corinthians por 2×1 e o primeiro dérbi do Allianz Parque também foi vencido pelo Corinthians por 1×0.

    Foi no dia 08/02/2015, a porcada depois de ficar 8 anos sem ganhar um dérbi pelo Campeonato Paulista (2008 à 2016), no dérbi inaugural do chiqueiro reformado que está arrendado por 30 anos, gritava ‘é dia 8… é dia 8…’ em referência à 08/02/2015, mas na verdade era sobre 8 anos sem vencer o dérbi. No final vimos a porcada chorando no Chiqueirão lotado o gol do Danilo e no placar 0x1 para o Timão com 1 a menos.

    O tabu de 8 anos sem vencer um dérbi pelo Paulista acabou depois de mais de 20 anos sem vencer um dérbi na ‘Saudosa Maloca’ com gol roubado em impedimento neste ano.

    A porcada ficou 4 anos sem vencer um dérbi em qualquer torneio (2011 à 2015).

    Outra característica interessante sobre os primeiros dérbis da história é demonstrado abaixo:
    DATA PAL x COR LOCAL COMPETIÇÃO
    06/05/1917 3 x 0 Parque Antártica Paulistão
    05/08/1917 3 x 1 Chácara Floresta Paulistão
    17/03/1918 3 x 3 Ponte Grande Amistoso
    24/03/1918 4 x 2 Ponte Grande Amistoso
    13/05/1918 3 x 3 Parque Antártica Paulistão
    03/05/1919 0 x 3 Parque Antártica Taça Pinoni
    13/05/1919 2 x 1 Ponte Grande Amistoso
    20/07/1919 1 x 0 Ponte Grande Paulistão
    09/11/1919 0 x 1 Parque Antártica Paulistão
    25/04/1920 3 x 0 Ponte Grande Paulistão
    05/09/1920 1 x 2 Parque Antártica Paulistão (1º dérbi Palestra dono do Estádio)
    04/09/1921 3 x 1 Parque Antártica Paulistão

    Houveram 12 dérbis durante o tabu de mais de 4 anos do Palestra Itália sem vencer o Corinthians “em casa”. Neste período houve o segundo dérbi disputado na Chácara da Floresta os demais foram disputados no estádio corintiano da Ponte Grande onde dos 5 dérbis disputados o Corinthians não ganhou nenhum em casa (perdeu 4 e empatou 1).

    Em contra partida também houveram 4 dérbis no Parque Antártica, no qual, o Palestra Itália não venceu nenhum. Assim como a palestrina, a primeira vitória corintiana em dérbis foi por 3×0 e pertence ao período de mais de 4 anos sem que o Palestra vencesse o Corinthians no que seria sua casa a partir de 27 de abril de 1920. Neste período, em dérbis no Pq. Antártica, o Corinthians venceu 3 e empatou 1 mantendo o tabu mais de 4 anos conforme lista de jogos discriminada acima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *