Jogo 6.048: Corinthians busca o empate fora de casa com o Avaí

1 x 1

Corinthians e Avaí empataram por 1 x 1 na noite deste sábado na Ressacada.

Com o resultado, o Timão mantém a vice-liderança do Campeonato Brasileiro, mas corre o risco de ver o Palmeiras ampliar a vantagem atual.

O Corinthians começou a noite de maneira péssima.

Sem conseguir se impor, o alvinegro era dominado pelo horripilante time catarinense.

Ainda assim, pouco ou nada aconteceu até os 34 minutos do primeiro tempo, quando a arbitragem arrumou um pênalti para o time de casa.

O atacante claramente freia, dobra as pernas e se joga numa chegada atrasada de Balbuena. Mas não existe revisão em lance quando é contra o Corinthians.

Bissoli foi para a bola e converteu.

À frente no placar, o Avaí passou a optar pela cera e pelo antijogo, tudo com a anuência da arbitragem.

O Corinthians voltou melhor no segundo tempo e as chances começaram a aparecer.

Mas a falta de autoconfiança dos atacantes era nítida.

Aos 9, Roger Guedes teve um gol anulado por impedimento milimétrico.

O empate corinthiano veio aos 31, quando Renato Augusto voltou a time para bater escanteio na medida para Balbuena marcar de cabeça.

Foi o primeiro gol do zagueiro desde seu retorno ao Timão.

Com o empate corinthiano, a cera do Avaí tornou-se ainda mais ridícula.

Do gol do Avaí até o fim da partida foi praticamente uma hora de encenação barata por parte do goleiro Wladimir.

Curioso como a arbitragem é tímida em dar acréscimos em jogos nos quais o Corinthians precisa buscar o resultado, mesmo com toda as paralisações.

O fato é que foi ruim, mas poderia ter sido pior.

Com o resultado de hoje, o Corinthians completou 11 anos sem derrota para o Avaí.


| Artilheiro do jogo: Balbuena |
| Contra o Avaí |
| O Corinthians em 2022 |
| Na Ressacada |
| Sob o comando de Vítor Pereira |
| Na história do Campeonato Brasileiro |
| O Corinthians na história |


2 thoughts on “Jogo 6.048: Corinthians busca o empate fora de casa com o Avaí

  1. Um jogador da experiência e categoria do Balbuena não poderia ter sido tão ingênuo na jogada do pênalti. Mas depois compensou com o gol do empate. O primeiro tempo foi péssimo. E no segundo, o Timão comeu a bola. Poderia ter feito pelo menos três gols, além do já feito. Os atacantes precisam se acostumar a fazer gol. A volta do Renato Augusto é a esperança de o Corinthians voltar a ter um armador em campo. O time fica outro com um autêntico “camisa 10”. Que os gols que não entraram neste jogo entrem no próximo da Copa do Brasil. Vai Corinthians!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *