Jogo 5.900: Corinthians, Bragantino e a história de um jogo tenebroso

0 x 0

Corinthians e Bragantino não passaram de um modorrento 0 x 0 na noite deste sábado em Bragança Paulista.

É preciso reconhecer que o futebol apresentado hoje – caso seja possível chamar assim – talvez exija uma atualização das adjetivações negativas para um jogo feio.

Há apenas alguns meses, Corinthians e Bragantino realizaram um belo duelo pelas quartas-de-final do Campeonato Paulista.

De julho para cá, aparentemente, ambos desaprenderam a jogar.

O confronto de hoje foi um zero a zero daqueles empates sem gols clássicos: um jogo ruim, tenebroso, tecnicamente indigente.

Se o critério de desempate fosse o de passes errados, a disputa teria sido acirrada.

O fato é que o Corinthians completa agora três jogos inteiros sem marcar um mísero gol.

O desempenho mosqueteiro é digno de campanha de rebaixamento.

Se colocado diante do time de 2007, o elenco atual perderia feio.

E ainda falta mais de meio campeonato pela frente.

Um jeito melancólico de se chegar a 5.900 jogos conhecidos na história.

Haja sofrimento!


O Corinthians em 2020 |
| Contra o Bragantino |
| No Estádio Nabil Abi Chedid |
| Sob o comando de Dyego Coelho |
| Na história do Campeonato Brasileiro |
| O Corinthians com portões fechados |
O Corinthians na história |