Os artilheiros de Itaquera

30 gols


27 gols
Angel Romero

romero

24 gols
Jádson

15 gols
Paolo Guerrero
guerrero-get

14 gols
Rodriguinho

13 gols
Vágner Love

12 gols
Roger Guedes (11 pelo Corinthians, 1 pelo Criciúma-SC), Boselli e Luciano (11 pelo Corinthians e 1 pelo São Paulo)

11 gols
Gustavo Mosquito e Renato Augusto

10 gols
Fábio Santos (9 pelo Corinthians, 1 pelo Atlético-MG)

9 gols
Mateus Vital, Fágner, Gustagol e Elias

8 gols
Gil, Luan (7 pelo Corinthians, 1 pela seleção brasileira) e Clayson

7 gols
Maycon, Marquinhos Gabriel, Lucca e Malcom

6 gols
Gabi Zanotti, Danilo Avelar, Pedrinho, Balbuena e Bruno Henrique

5 gols
Danilo, Júnior Urso e André (4 pelo Corinthians, 1 pelo Sport Recife)

4 gols
Ralf, Emerson Sheik, Marlone, Otero (3 pelo Corinthians, 1 pelo Atlético-MG), Henrique (3 pelo Corinthians, 1 pelo Fluminense), Giovanni Augusto (3 pelo Corinthians, 1 pelo Figueirense), Guilherme e Felipe; Neymar (Brasil)

3 gols
Giuliano, Ádson, Adriana, Gabriel, Victoria Albuquerque, Manoel, Petros, Guilherme Arana (2 pelo Corinthians, 1 pelo Atlético-MG), Millene (2 pelo Corinthians, 1 pela seleção brasileira), Roger (2 pelo Corinthians, 1 pelo Ceará); Lucas Paquetá (2 pelo Flamengo, 1 pelo Brasil); Gilberto (2 pelo Bahia, 1 pelo São Paulo); Fred (1 pelo Atlético-MG, 1 pelo Cruzeiro, 1 pelo Fluminense); Hernane Brocador (Sport Recife); Rafael Marques (2 pelo Palmeiras, 1 pelo São Caetano); Robinho (2 pelo Cruzeiro, 1 pelo Coritiba); Roberto Firmino e Bia Zaneratto (Brasil); Beckie e Sinclair (Canadá)

2 gols
Paulinho, Tamires, Cantillo, Roni, Ramiro, Jemerson, Leo Natel, Gabi Nunes, Matheus Davó, Giovanna Crivelari, Grazi, Everaldo, Uendel, Alan Mineiro, Yago, Edu Dracena, Ederson (1 pelo Corinthians, 1 pelo Cruzeiro), Edilson (1 pelo Corinthians, 1 pelo Botafogo-RJ); Gabigol (1 pelo Santos, 1 pelo Flamengo); Kieza (1 pelo Bahia, 1 pelo Fortaleza); Claudinho (1 pelo Bragantino, 1 pelo Santo André); Tréllez (1 pelo Vitória, 1 pelo Sport Recife); Negueba (Coritiba); Bruno Henrique e Éverton Ribeiro; Evanílson (Fluminense); Romarinho (Fortaleza); Fernández (Guaraní-PAR); Éverton (1 pelo Grêmio, 1 pela seleção brasileira); Gabriel Torres (Independiente del Valle-EQU); Nico López (1 pelo Internacional, 1 pelo Nacional-URU); Hulk (Atlético-MG); Luiz Adriano, Mina e Moisés (Palmeiras); Crislan (Penapolense); Marcos Leonardo, Ricardo Oliveira e Marinho (Santos); Philippe Coutinho (Brasil); Behringer e Däbritz  (Alemanha); Luis Suárez (Uruguai)

1 gol
Junior Moraes, Gustavo Mantuan, Willian, Gabi Portilho, Jaqueline, Gabriel Pereira, Vitinho, Raul, Luís Mandaca, Rodrigo Varanda, Cazares, Poliana, Ingryd, Diany, Janderson, Juliete, Carlos Augusto, Douglas, Paulo Roberto, Matheus Matias, Cacau, Sidcley, Kazim, Pedro Henrique, Léo Jabá, Pablo, Léo Príncipe, Vilson, Rildo, Cristian, Marciel, Mendoza, Anderson Martins e Romarinho (Corinthians); Marcelo Toscano e Marlon (América-MG); Abner, Fernando Canesin, Vitinho, Erick, Jonathan, Leo Cittadini e Otávio (Athletico-PR); Gilvan, João Paulo, Ronald e Zé Roberto (Atlético-GO); Marrone (Atlético-MG); Bruno Paulo e Tchê Tchê (Audax Osasco); Claudinei (Avaí); Zoio e Lelê (Avaí-Kindermann); Flavio Torres e Tito (Avenida-RS); Nino Paraíba, Saldanha e Clayton (Bahia); Kalou, Bruno Nazário e Leandrinho (Botafogo-RJ); Rodrigo Andrade (Botafogo-RP); Aderlan, Eric Ramires, Helinho e Guilherme Mattis (Bragantino); Marlon (Capivariano); Fabinho, Thiago Galhardo, Leandro Carvalho e Wescley (Ceará); Bruno Rangel e Wellington Paulista (Chapecoense); Lucas Barrios (Colo-Colo); Sassá, Alex e Henrique Almeida (Coritiba); Arrazcaeta, Henrique e Rafael Sóbis (Cruzeiro); Pepê e Paulão (Cuiabá); Thiago Santos (Ferroviária); Dodô e Thiago Santana (Figueirense); Diego, Vitinho, Natan, Gustavo Henrique, William Arão, Renê e Réver (Flamengo); André, Cícero e Richard (Fluminense); Fernandão, Thiago Mendes e Jackson (Goiás); Diego Souza, Eudmilla, Bobô e Leo Moura (Grêmio); Cleo Silva, Batista e Leo Santiago (Grêmio Novorizontino); João Victor (Guarani); Benítez (Independiente-ARG); Edenílson, Leandro Damião, Nilmar e Claudio Winck (Internacional); Thalisson, Tcharlles, Murilo Rangel e Lucas Braga (Inter de Limeira); Breno Lopes (Ituano); Ricardo Bueno (Juventude-RS); Thiago Humberto (Linense); Ricardo (Luverdense); Carrillo (Millonarios-COL); Rodrigo Ferreira (Mirassol); Santiago Romero (Nacional-URU); Bruno Paraíba (Oeste de Itápolis); Camilinha, Gabriel Menino, Victor Luís, Lucas Lima, Gabriel Silva, Borja, Gabriel Verón, Felipe Mello, Victor Ramos e Zé Roberto (Palmeiras); Luiz Gustavo (Penapolense); Giovanni González e David Terans (Peñarol); João Veras, Felipe Azevedo e Marllon (Ponte Preta); Andres Ríos e Triverio (Racing Club); Bruno Tubarão, Guilherme Lazaroni e Ytalo (Red Bull Brasil); Grafite (Santa Cruz); Ronaldo e Edmilson (Santo André); Madson, Derlis González e Victor Ferraz (Santos); Gabriel e João Paulo (São Bento); Jajá (São Francisco do Conde); Antony, Brenner, Cueva, Carlinhos, Edson Silva, Lucas Pratto, Miranda, Naná, Pablo, Souza e Wellington Nem (São Paulo); Thalysson (Sport Recife); André Lima (Vitória); Motupa (África do Sul); Bartusiak, Klostermann, Leupolz, Petersen e Popp (Alemanha); Di María, Dybala e Kun Agüero (Argentina); Kerr e Foord (Austrália); Vertonghen (Bélgica), Marquinhos, Beatriz, Casemiro, Daniel Alves, Debinha, Duda, Marcelo, Oscar e Willian (Brasil); Rose e Schmidt (Canadá); Arturo Vidal (Chile); Gutiérrez e Pabón (Colômbia); Fer e Memphis (Holanda); Wayne Rooney (Inglaterra); Abdul-Amir (Iraque); Basopo e Chirandu (Zimbábue).

Gols contra
Matheus Jussa, do Fortaleza, no primeiro turno do Brasileirão 2022; Caldera, do Deportivo Cáli, na primeira fase da Libertadores de 2022; Agustina Barroso, do Palmeiras, na final do Campeonato Brasileiro de Futebol Feminino de 2021; José Carrasco, da Bolívia, na goleada por 5 x 0 aplicada pela Seleção Brasileira em 9 de outubro de 2020; João Lucas, do Ceará, para o Corinthians, no empate por 2 x 2 em 07/09/2019; Pedro Henrique, do Corinthians, para o Santos no empate por 1 x 1  em amistoso disputado em 13/01/2019; Henrique, do Corinthians, para o Flamengo na semifinal da Copa do Brasil de 2018; Romero, do Corinthians, para o Independiente-ARG; Pernía, do Deportivo Lara, para o Corinthians; Leo, do Cruzeiro, para o Corinthians; Yago, do Corinthians, para o Vitória; Kadu, da Ponte Preta, para o Corinthians; Samuel Xavier e Iago Maidana, do Sport Recife, para o Corinthians; Ferrugem, do Corinthians, para a Chapecoense; Marcelo, do Brasil, para a Croácia, na Copa de 2014; Chibanda, do Zimbábue, na derrota por 6 x 1 para a Alemanha pelo torneio de futebol feminino dos Jogos Olímpicos de 2016.


Clique aqui para ver os resultados de todos os jogos disputados até hoje pelo Corinthians em Itaquera.


Veja as principais estatísticas do Corinthians em Itaquera.