Jogo 5.813: Timão vence o SPFC e conquista seu primeiro tri em 80 anos

corinthians 2 x 1 saopaulo

O Corinthianas venceu  o São Paulo por 2 x 1 no fim da tarde deste domingo e sagrou-se tricampeão paulista diante de um novo recorde de público em Itaquera. Continue reading

Corinthians precisou de 27 anos para tornar-se o maior campeão brasileiro

1954Antes de o Timão conquistar o Campeonato Brasileiro pela primeira vez, em 1990, a mídia anticorinthiana teve pouca dificuldade para reconstruir a seu modo peculiar – e antipopular – a imagem do Sport Club Corinthians Paulista como um clube regional, com torcida e conquistas confinadas ao Estado de São Paulo. Era uma meia-verdade. Continue reading

Foi por pouco…

jobalbuenaFoi por pouco, muito pouco, que o Corinthians não estabeleceu em 2017 a maior série invicta de sua história. Trinta e quatro jogos separaram o empate com o Red Bul Brasil, em 23 de março, pelo Campeonato Paulista, e a derrota para o Vitória em 19 de agosto pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. Continue reading

Jogo 5.690: Termina a segunda maior série invicta da história do Corinthians

corinthians 0 x 1 vitoria

A segunda maior série invicta do Corinthians caiu na tarde deste sábado, diante do Vitória, em Itaquera. Contra todas as probabilidades. Não só pelo fato de o Timão ter entrado em campo pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro como líder invicto e o rubro-negro baiano como vice-lanterna. Nunca antes na história o Vitória havia vencido o Corinthians como visitante. Continue reading

Jogo 5.687: Mesmo roubado, Corinthians é campeão antecipado do 1º turno

corinthians 1 x 1 flamengo

Mesmo com mais um gol legítimo erroneamente anulado, o Corinthians empatou com o Flamengo por 1 x 1  na tarde deste domingo em Itaquera e estendeu a 32 partidas sua atual série invicta – agora isolada como a segunda mais longa de toda a história alvinegra. Enquanto isso, ao manter-se invicto até a 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, o Corinthians superou o recorde ostentado pelo Flamengo desde 2011 de 16 partidas sem ser batido a partir do início da competição na era dos pontos corridos. De quebra, com o empate entre Grêmio e Santos em Porto Alegre, o Timão manteve a vantagem de oito pontos sobre o vice-líder e tornou-se o campeão simbólico do primeiro turno com duas rodadas de antecedência. Continue reading

Jogo 5.567: Um gol para cada estrelinha do hexa

 6 x 1 saopaulo

Hexacampeão brasileiro, a única coisa que faltava na campanha do título deste ano era uma goleada. E ela veio hoje, em Itaquera, no jogo das faixas. Foram seis gols para comemorar o hexa. Só não foi mais perfeito porque Rogério Ceni não estava lá para tomar o centésimo gol do Timão em jogos profissionais.

O 6 x 1 deste domingo em cima do São Paulo não é só a maior goleada da história do confronto. É também a maior goleada do Timão em Itaquera até agora. De quebra, torna o São Paulo o freguês-mor da Arena Corinthians. Continue reading

Jog 5.391: Corinthians conquista seu 27º título paulista

santos 1 x 1 corinthians

Nenhum anti pode reclamar de arbitragem ultimamente. Convocado na última hora com a aparente missão de segurar o Timão e garantir o inédito tetracampeonato santista, o apitador Guilherme Ceretta de Lima inventou faltas para o Santos, ignorou infrações perigosas a favor do Corinthians e conduziu o jogo para muito além do longo acréscimo prometido – ia levar o segundo tempo até os 49, mas deixou seguir até os 52 sem justificativa nenhuma, só pra ver se dava pelo menos pênalti. Mas não deu.

Ceretta não pôde impedir o gol de empate de Danilo, um minuto depois de Cícero ter aberto o placar para o Santos na tarde deste domingo no pardieiro mais famoso do mundo.

Pela 27ª vez na história, apenas alguns dias depois de ter sido vítima de um dos maiores roubos da história do futebol internacional, o Corinthians sagrou-se campeão paulista, o maior de todos. Continue reading

Jogo 168: Cinco vira, 11 acaba!

santos 0 x 11 corantigo3

Foi na tarde de 11 de julho de 1920, em plena Vila Belmiro, que o Corinthians aplicou o maior sacode da história do confronto contra o Santos. Sem tomar conhecimento do adversário, o Timão desceu a serra, sapecou 11 x 0 e, dadas as circunstâncias da partida, a goleada só não foi maior porque o árbitro Eduardo Taurisano foi obrigado pela regra a encerrar o jogo antes da metade do segundo tempo. Continue reading