Corinthians bate o São Paulo e conquista o tricampeonato paulista feminino

3 x 1

O Corinthians venceu o São Paulo por 3 x 1 na noite desta quarta-feira em Itaquera e conquistou o tricampeonato paulista de futebol feminino.

O São Paulo confiou que o técnico Arthur Elias não corrigiria os erros do jogo de ida e a vantagem mínima seria suficiente.

Confiou na sensação errada. Esse time do Corinthians raramente joga mal ou acaba enquadrado duas vezes seguidas.

Num duelo de ataque contra defesa, as mosqueteiras partiam pra cima enquanto as são-paulinas se limitavam a bater e bater e bater.

Gabi Zanotti, que golaço!

A palhaçada durou 24 minutos. Até que Gabi Zanotti chapou da entrada da área para marcar um golaço e inaugurar o placar na lotada Neo Química Arena.

Em vantagem, o Corinthians passou a cadenciar as jogadas, mas sempre no domínio das ações.

Entretanto, a contagem mínima apenas levaria a decisão para os pênaltis.

Era preciso fazer mais um gol pelo menos.

Essa mulher é demais!

Mas como teima em ser craque e decisiva essa Gabi Zanotti.

Não basta ser a maestrina desse timaço. É preciso chamar a responsabilidade quando o time mais precisa.

Aos 33, Victoria Albuquerque abriu para Tamires pela esquerda. A capitã avançou e deu um passe milimétrico para Gabi Zanotti marcar pela segunda vez na noite.

Depois disso foi um tal de defesa da Carla, espanada da defesa, bola na trave. A superioridade corinthiana era incontestável.

Vacilo

Até que, no último lance do primeiro tempo, a goleira Natascha vacilou e recolocou o São Paulo no jogo em um erro de saída de bola aproveitado por Naná.

Com a igualdade no placar agregado, o São Paulo se reorganizou defensivamente na etapa complementar.

Quem seguiu no comando das ações foi o Corinthians, mas o jogo tornou-se mais tenso e estudado.

O gol do título

Com requintes de crueldade, depois de todo o cai-cai do São Paulo, o merecido gol do título corinthiano saiu aos 45 do segundo tempo.

Vic ajeitou na entrada da área para Adriana bater de esquerda, no canto, sem chances para Carla.

A conquista encerra com chave de ouro uma temporada na qual o Corinthians Feminino conquistou tudo o que disputou e bateu seu recorde de gols em uma temporada: 182.

Outro recorde foi ampliado por Arthur Elias, que chegou a dez títulos como técnico do futebol feminino corinthiano.

Recorde de público

Mais de 30 mil corinthianos estiveram hoje em Itaquera. Trata-se do novo recorde de público do futebol feminino no Brasil.

O recorde anterior também havia ocorrido em um Corinthians x São Paulo em Itaquera: 28 mil pessoas na final do Campeonato Paulista de 2019.


| Artilheiras do jogo: Gabi Zanotti (2) e Adriana |
| Contra o São Paulo |
| As mosqueteiras em Itaquera |
| Sob o comando de Arthur Elias |
| O futebol feminino do Corinthians em 2021 |


2 thoughts on “Corinthians bate o São Paulo e conquista o tricampeonato paulista feminino

  1. Que noite maravilhosa, histórica! Vibrei como louco com o gol do título no último minuto. Bem ao estilo Vagner Love, contra o mesmo São Paulo freguês, em 2019, também pelo Paulista.
    Parabéns a essas meninas guerreiras, que já estão na história do futebol feminino.
    E viva também, claro, a Fiel Torcida. O diferencial que nenhum time do mundo tem. Só o Corinthians.

  2. As minas do Timão são o nosso maior orgulho e nossa maior alegria!! Elas são demais! E a Fiel reconhece isso. Havia 30 mil torcedores em Itaquera ontem! Sensacional! Vai Corinthians!!!

Comments are closed.