Jogo 5.323: Sobre meninos e homens (ou como o Timão chegou à final da Liberta)

corinthians 1 x 1 santos

O Corinthians empatou com o Santos por 1 x 1 na noite desta quarta-feira e, pela primeira vez em sua centenária história, disputará a decisão da Libertadores.

Hoje, o Santos precisava do resultado, tentou ir pra cima no começo e até chegou a fazer seu gol fora de casa, por volta dos 35 minutos do primeiro tempo.

Confronto empatado, o Corinthians abandonou então a postura defensiva e passou a ter mais controle da partida, mas faltava ousadia.

No intervalo, William deu lugar a Liédson. No retorno a campo, logo aos dois minutos, Danilo – de novo ele, sempre ele -, com a frieza que lhe é peculiar, aproveitou cruzamento de Alex para empatar.

Então, com o regulamento nas mãos, o Corinthians passou a controlar ainda mais o jogo.

O badalado Santos em nenhum momento mais esteve perto de ameaçar. O incensado Santos, durante os quase 190 minutos do duelo, não sentiu o gosto de estar perto da final nem por um milionésimo de segundo sequer.

Na falta de uma técnica maior, o Corinthians jogou com raça. E é só o que se exige dele.

Durante a semana, o técnico mosqueteiro Tite declarou, com propriedade e em gauchês, que estava na hora de diferenciar os homens dos guris.

E foi, sim, uma disputa entre meninos e homens, principalmente no primeiro jogo.

Os adultos, cientes de sua enorme responsabilidade, colocaram as crianças no berço e saíram para desfrutar a noite mais longa do ano, uma noite que irá se estender por duas semanas.


Artilheiro do jogo: Danilo |
Contra o Santos |
O Corinthians em 2012 |
Na história da Libertadores |
No Pacaembu |
Sob o comando de Tite |
O Corinthians na história |


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *