Jogo 5.310: Timão goleia Táchira no Pacaembu

  6 x 0tachira

Numa atuação irrepreensível, o Corinthians goleou o Deportivo Táchira por 6 x 0 na noite desta quarta-feira no Pacaembu e colocou-se em posição privilegiada para ficar com uma das primeiras posições na classificação geral da primeira fase da Libertadores.

O Corinthians pressionou desde o primeiro minuto. Já eliminado, o time venezuelano veio para se defender e tentar uma despedida honrosa. Não conseguiu.

Cada um dos seis gols foi marcado por um jogador diferente. Isso é reflexo do atual momento corinthiano. O time é dedicado, raçudo, solidário. E agora parece que reaprendeu a fazer gol.

O Timão abriu o placar com o valoroso Danilo. Paulinho fez o segundo após tabela com Liédson e o Corinthians foi para o intervalo com a vitória praticamente garantida, já que o Táchira teve um jogador expulso por entrada violenta em Danilo depois do segundo gol.

O Corinthians seguiu pressionando e a porteira se abriu na etapa complementar. Jorge Henrique fez o terceiro, Émerson marcou o quarto.

O Timão então teve um pênalti. O povo pediu Liédson. O atacante foi para a bola, bateu mal, mas o goleiro deu rebote e ele aproveitou para estufar a rede e marcar o gol de número 3.200 do Corinthians em partidas no Pacaembu. Depois, em outro pênalti, Douglas fez seu primeiro gol desde que voltou a vestir o manto alvinegro.

Com a goleada, o Corinthians repete contra o Táchira sua maior margem de vitória em jogos de Libertadores, de 6 gols de diferença. As outras vítimas foram o Cerro Porteño, num 8 x 2 em 1999, e a LDU, num outro 6 x 0 em 2000.

Quem é corinthiano está acostumado com as constantes criações de pseudocrises pelos setores anticorinthianos da sociedade. Muito se falou sobre o estilo de jogo do Corinthians. Preferiram destacar que joga mal a falar que ganha jogo.

Tite primeiro ajustou a defesa, depois arrumou o meio de campo e agora o ataque voltou a funcionar. Realmente o Corinthians está longe de ter o jogo mais bonito do mundo, mas eu gosto do que vejo.


| Artilheiros do jogo: Danilo, Paulinho, Jorge Henrique, Emerson Sheik, Liédson e Douglas |
Contra o Deportivo Táchira |
Na história da Libertadores |
Sob o comando de Tite |
| O Corinthians no Pacaembu |


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *