Jogo 5.801: Instável, Corinthians apenas empata com São Bento em Sorocaba

saobento 1 x 1 corinthians

O Corinthians empatou por 1 x 1 com o São Bento em Sorocaba na tarde deste sábado de Carnaval e manteve a liderança do Grupo C do Campeonato Paulista.

Apesar de se tratar de um empate fora de casa, o Timão poderia ter voltado de Sorocaba com um resultado melhor, visto que o São Bento é o lanterna da competição.

Com a bola rolando, porém, o time voltou a demonstrar instabilidade. E a defesa – entra dupla de zaga, sai dupla de zaga – voltou a comprometer o resultado.

O Corinthians se impôs em campo durante todo o primeiro tempo e abriu placar aos 38 minutos com Clayson, após belo passe de Sornoza.

E se diante do Racing o Corinthians fez um primeiro tempo ruim e um segundo tempo excelente, contra o São Bento ocorreu justamente o contrário.

O Timão cedeu espaço na etapa complementar e, numa falha da defesa em bola aérea, o São Bento chegou ao empate. O time da casa teve ainda dois gols anulados – ambos corretamente, ambos em bolas aéreas – por impedimento, e obrigou Cássio e espalmar uma bola para a trave.

No último lance da partida, Danilo Avelar desperdiçou a única chance de perigo criada pelo ataque em todo o segundo tempo.

Também é fato que o árbitro Luiz Flávio de Oliveira, mantendo a tradição familiar de liberar a pancadaria anticorinthiana, ignorou pênalti claro em Vágner Love, mas o Corinthians não pode depender disso em um jogo contra um lanterna.

Mais preocupante foi o carrinho criminoso sofrido por Gustagol ao puxar um contra-ataque promissor lá pelos 40 do segundo tempo, punido apenas com cartão amarelo pelo irmão do comentador de apitagem Paulo César de Oliveira.

Mesmo com o empate, o Corinthians segue líder, mas não custa buscar uma vantagem mais confortável sobre seus adversários de grupo.


Artilheiro do jogo: Clayson |
Contra o São Bento |
O Corinthians em 2019 |
Na história do Campeonato Paulista |
No Estádio Wálter Ribeiro |
Sob o comando de Fábio Carille |
O Corinthians em 108 anos de história |


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *