Jogo 5.721: Corinthians derruba invencibilidade do Palmeiras em 2018

corinthians 2 x 0 palmeiras

Em tarde inspirada de Rodriguinho, o Corinthians derrotou o Palmeiras por 2 x 0 neste sábado em Itaquera e acabou com a invencibilidade alviverde em 2018. E o choro palmeirense começou já dentro de campo.

Em um primeiro tempo disputadíssimo, marcado pela qualidade dos sistemas defensivos das duas equipes, Rodriguinho abriu o placar com um golaço aos 39 minutos.

A polêmica ficou para a etapa complementar. Aos 17 minutos, o árbitro Raphael Clauss assinalou pênalti de Jaílson em Renê Júnior, o que resultou na expulsão do goleiro palmeirense. Patético como de costume, Dudu tentou mobilizar – sem sucesso – uma retirada de seu time de campo.

Quando os ânimos se acalmaram, Jaílson foi substituído por Fernando Prass, que assistiu a Jádson chutar a bola para fora, desperdiçando seu segundo pênalti no ano.

Com um jogador a mais, o Corinthians ampliou seu domínio sobre o Palmeiras, que praticamente não ameaçou Cássio durante todo o jogo, mas Prass fazia grandes defesas. Até que Rodriguinho entrou na área e foi derrubado por Dudu. O árbitro assinalou novo pênalti, mas não expulsou Dudu. Clayson ia ser substituído, mas ficou para bater o pênalti e dar números finais à partida aos 38.

Não me recordo da última vez que o Corinthians teve dois pênaltis contra o Palmeiras. Os dois lances foram claríssimos, mas é claro que um time que tem Dudu como protagonista vai chorar até não poder mais. Mas o choro é livre.

Com o resultado de hoje, o Corinthians venceu seu quarto dérbi seguido, ficando a apenas uma vitória de empatar o retrospecto geral. E mais uma vez, depois de chegar a clássico altamente contestado antes de uma importante sequência de jogos, o Timão fez um jogaço e saiu vitorioso.


| Artilheiros do jogo: Rodriguinho e Clayson |
| Contra o Palmeiras |
O Corinthians em 2018 |
Pelo Campeonato Paulista |
Em Itaquera |
Sob o comando de Fábio Carille |
O Corinthians em 107 anos de história |


3 thoughts on “Jogo 5.721: Corinthians derruba invencibilidade do Palmeiras em 2018

  1. Quando o Corinthians joga como Corinthians, é um time muito difícil de ser batido. Carille montou esquema que parou o adversário, quem sabe jogar jogou o que sabe e a Fiel foi decisiva desde a véspera. O gol do Rodriguinho foi daqueles golaços que além da beleza da pintura também tem a troça da humilhação dentro do fair play. No primeiro pênalti o goleiro deles acertou um chute no estômago do nosso jogador e o palhaço de sempre, o palhaço chorinho, quis tirar o time de campo talvez porque o chute não foi na cabeça. Jogaço do Corinthians, que retomou o gosto pela bola. Que continue!

  2. E era para ser uma goleada histórica, não fosse as limitações de determinados jogadores. O Jadson em perder pênalti, o Romero, que teve três bolas decisivas no pé e não fez os passes corretamente!!! Poderia ter sido no mínimo um 4 a 0. E ainda houve outra penalidade máxima de Felipe Melo, sem bola, no Fagner. E o Carille mesmo disse na coletiva pós-jogo, jogador brasileiro se acomoda muito com as vitórias consecutivas, perdem a concentração facilmente e não conseguem manter o padrão de jogo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *