Jogo 5.718: Corinthians sofre virada para o Santo André em lance irregular

santoandre 2 x 1 corinthians

Um gol irregular do ex-corinthiano Lincom aos 35 minutos do segundo tempo permitiu ao Santo André vencer o Corinthians de virada, por 2 x 1, na noite desta sexta-feira no Estádio Bruno José Daniel.

O Timão fez um primeiro tempo tranquilo e abriu o placar com Rodriguinho, aos 38 minutos, aproveitando boa jogada de linha de fundo de Clayson.

O time da casa, porém, voltou melhor no segundo tempo e chegou ao empate num chute de rara felicidade de Tinga, sem chance para Cássio. A virada, como já dito, veio no gol irregular de Lincom.

Erro de arbitragem à parte, pelo segundo ano seguido o Corinthians perde de um jeito meio esquisito para o Santo André, que ainda não havia vencido no Paulistão deste ano, mas vamos em frente.

Esta foi a primeira vitória do Santo André sobre o Corinthians no Bruno José Daniel desde 1979, quando o time da casa venceu o amistoso que marcou o primeiro confronto da história entre os dois clubes. Ou seja, esta foi a primeira vez que o Ramalhão venceu o Timão jogando em casa pelo Campeonato Paulista.

Cássio – Enquanto isso, o gigante Cássio isolou-se hoje como o terceiro goleiro a mais vezes vestir o manto alvinegro, com 327 jogos. Ele deixou para trás Cabeção, que defendeu a meta mosqueteira em 326 ocasiões.

A próxima meta de Cássio, sem vergonha do trocadilho, é alcançar o lendário Gilmar dos Santos Neves, que atuou em 395 jogos. O recorde absoluto entre os goleiros corinthianos segue nas mãos de Ronaldo Giovanelli, com 602 atuações.


Artilheiro do jogo: Rodriguinho |
| Contra o Santo André |
O Corinthians em 2018 |
Pelo Campeonato Paulista |
| No Bruno José Daniel |
Sob o comando de Fábio Carille |
O Corinthians em 107 anos de história |


One thought on “Jogo 5.718: Corinthians sofre virada para o Santo André em lance irregular

  1. Derrota educativa pra estudar as falhas do time. Começo de temporada, os jogadores ainda estão de ressaca das férias. Mas é sempre bom lembrar que sem tesão não há solução. Sem raça, não é Corinthians. Mas tudo tem seu tempo. Carille ainda está testando jogadores e esquema. O que me deixa com uma pulga atrás da orelha é a política interna do Corinthians. Confesso que não acompanho, mas achei uma baixaria do caralho os perdedores encurralarem o presidente eleito pra dentro de um banheiro. Oras, ou se respeita as regras do jogo ou tudo fica uma zona e quem perde com isso é o Corinthians. Longe de mim defender um ou outro presidente. Até porque não tenho conhecimento da política do clube. Mas é preciso respeitar o processo institucional de votação e aceitar que quem ganhou, ganhou na regra do jogo. Até porque ninguém reclamou da regra antes da eleição. Outra coisa lamentável é ver alguns torcedores já cobrando do presidente eleito a contratação de um centroavante. Oras, o cara foi eleito há uma semana e já está sendo culpado, por uma parcela da torcida, pela derrota pro Santo André porque não contratou um centroavante. Lamentável essa tentativa tentar tirar a legitimidade de um presidente eleito e já cobrá-lo, em apenas uma semana, pela não contratação de um jogador, como se isso pudesse ser feito da noite pro dia. O jogo democrático é assim, quem ganha assume e governa. Quem perde, faz uma oposição responsável, sempre de olho no melhor para o Corinthians. Querer promover o caos só favorece os vigaristas. O principal exemplo disso é o governo atual que temos no Brasil. Se for pra reclamar, prefiro cobrar do Carille por que ele ainda não testou o Carlinhos, um verdadeiro matador da camisa 9, no time principal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *