Jogo 5.689: Termina a segunda maior série invicta da história do Corinthians

corinthians 0 x 1 vitoria

A segunda maior série invicta do Corinthians caiu na tarde deste sábado, diante do Vitória, em Itaquera. Contra todas as probabilidades. Não só pelo fato de o Timão ter entrado em campo pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro como líder invicto e o rubro-negro baiano como vice-lanterna. Nunca antes na história o Vitória havia vencido o Corinthians como visitante.

O Vitória achou o gol em um contra-ataque aos 13 minutos de jogo. Antes de encobrir Cássio, a bola resvalou caprichosamente no pé de Guilherme Arana. O resto do jogo foi o Corinthians dentro do campo de ataque. E o Vitória se defendendo como podia e confortável para fazer o tanto de cera que quisesse.

O goleiro do time baiano provavelmente passou mais tempo caído enquanto fingia contusão do que o Vitória teve de posse de bola durante o jogo. Mas o árbitro fez que não era com ele.

O Timão pode reclamar de dois pênaltis, um em Jô e outro em Pedro Henrique. Mas não pode reclamar de um gol legítimo mal anulado no segundo ataque do Vitória, que aconteceria só no meio do segundo tempo.

Em uma tarde na qual nada deu certo, o Corinthians viu ser encerrada depois de 34 jogos a segunda maior série invicta de sua história. A maior continua sendo a de 1957, com 37 jogos de invencibilidade. Também viu cair sua maior sequência invicta no Campeonato Brasileiro, com 19 partidas. E além de nunca antes ter perdido para o Vitória em 21 jogos como mandante, caiu também a invencibilidade corinthiana de 22 jogos em Itaquera.

Ironicamente, o Vitória, time que tão poucas vezes venceu o Corinthians, mais uma vez conseguiu uma façanha. Em 1993, quando registrou o maior aproveitamento de pontos de sua história pelo Brasileirão, o Timão deixou de ir à final por causa da única derrota que sofreu em todo aquele campeonato, justamente para o Vitória, durante o quadrangular semifinal.

Faz parte.

Dito tudo isto, o que muda? Na prática nada. Por não ter jogado na rodada passada enquanto todos os seus principais perseguidores tropeçaram, o Timão manteve sua margem na liderança mesmo sem entrar em campo.

Como gosta de dizer o treinador Fábio Carille, cada jogo é uma decisão. O fardo da invencibilidade ficou pelo caminho. Agora será preciso manter o sangue frio e procurar manter a excelente campanha que o Timão vem fazendo até agora em 2017, já que a mídia esportiva sensacionalista vai fazer o que estiver ao alcance para causar instabilidade.

Vai, Corinthians!


| Contra o Vitória-BA |
O Corinthians em 2017 |
Em Itaquera |
Na história do Campeonato Brasileiro |
Sob o comando de Fábio Carille |
O Corinthians em 106 anos de história |


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *